Meio ambiente

Líderes mundiais querem ampliar luta contra aquecimento global

Líderes de mais de 30 países estarão no evento; participantes se comprometeram a agir nos termos do Acordo de Paris; líderes dos maiores emissores dos gases, EUA, China, Índia e Japão, não participam do encontro

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h22
Luta contra o aquecimento global se mantém em destaque no primeiro dia do COP25, em Madri
Luta contra o aquecimento global se mantém em destaque no primeiro dia do COP25, em Madri (aquecimento global)

MADRI - Líderes mundiais prometeram ampliar a luta contra o aquecimento global no primeiro dia da COP25, a conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, que está sendo realizada em Madri, na Espanha.

Ela reúne líderes de mais de 30 países. Os participantes se comprometeram a agir nos termos do Acordo de Paris, que deverá ser implementado no ano que vem.

No entanto, os líderes dos maiores emissores dos gases causadores do efeito estufa, incluindo os Estados Unidos, a China, a Índia e o Japão, não participam do encontro.

Os EUA, o segundo maior emissor desses gases no mundo, anunciou oficialmente a sua retirada do Acordo de Paris em novembro.

Na sessão de abertura da conferência, António Guterres, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), reforçou que a única forma de conter o aumento das temperaturas globais abaixo de 1,5 grau Celsius acima dos níveis pré-industriais é visar a neutralização das emissões de carbono até 2050.

Guterres pediu que as pessoas "entrem no caminho correto hoje, não amanhã" e disse que a conferência vai oferecer a oportunidade para que isso seja feito.s.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.