Estado Maior | COLUNA

Comentário infeliz

02/12/2019

Ainda não se sabe ao certo por qual motivo o reitor do Instituto de Ensino do Maranhão (Iema), Jonatan Almada, decidiu “partir pra cima” do prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PDT) ao criticar o ensino público municipal. A tese mais provável é que Almada quis agradar o padrinho, deputado federal Bira do Pindaré (PSB), que é pré-candidato a prefeito da capital.
O ataque ao pedetista parece ser somente uma estratégia da pré-campanha de Pindaré, que assim como outros postulantes a prefeito, criticam a atual gestão para “ganhar ponto” com a sociedade.
Mas o que fez Almada gerou uma reação em cadeia e ele teve que se desculpar. O primeiro a criticar o que disse o reitor do Iema foi o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB). Duro na crítica, o comunista parece ter chamado atenção do aliado.
Depois as críticas partiram do deputado e pai do prefeito, Edivaldo Holanda, e também do presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto. O secretário de Educação, Felipe Camarão, também defendeu Edivaldo Júnior e sua gestão.
Agora resta saber se o governador Flávio Dino (PCdoB) deixará sem maiores consequências o fogo amigo contra seu aliado.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte