Política | Eleições 2020

Expectativa por debates motivou filiação ao Podemos, diz Braide

Deputado federal filiou-se na sexta-feira ao Podemos, onde chega com aval do senador Álvaro Dias e da presidente da sigla, deputada Renata Abreu
Gilberto Léda30/11/2019 às 07h55
Expectativa por debates motivou filiação ao Podemos, diz BraideGilberto Léda/O Estado

O deputado federal Eduardo Braide alegou, na sexta-feira, 29, durante ato de filiação ao Podemos, que a expectativa de participação em debates durante a eleição para prefeito de São Luís, em 2020, pesou na sua decisão de deixar o PMN e buscar nova sigla.

O ato foi acompanhado pela presidente nacional da legenda, deputada Renata Abreu, e pelo senador Álvaro Dias, que foi candidato do partido à Presidência da República em 2018.

Como não alcançou a cláusula de desempenho nas eleições de 2018, o PMN, antigo partido de Braide, fica com sua participação na Câmara restrita, não tem acesso aos fundos partidário e o eleitoral, além de não ser obrigatória a participação de candidatos filiados e ele em debates.

“O PMN não atingiu a cláusula de desempenho, e por não atingir a cláusula de desempenho, eu poderia ficar de fora dos debates, e eu não tenho, como ninguém tem, condições de disputar uma eleição na capital estando de fora dos debates., Agora, é claro que o tempo de televisão é importante para que a gente possa mostrar as ideias que serão bem aplicadas em nossa cidade”, destacou.

O parlamentar também comentou as recentes especulações sobre a escolha de um vice, e adiantou que ainda não há nenhuma definição sobre isso.

“Essa discussão sobre companheiro ou companheira de chapa deve acontecer só no ano que vem. Nós temos que montar um time primeiro e essa é uma decisão que não será só minha, mas do time”, destacou.

Para Braide, a possibilidade de seguir atuando de forma independente também foi fato decisivo para a sua escolha pelo Podemos.

“Um partido que cresce muito em todo o Brasil. Tem a segunda maior bancada no Senado e cresce agora na Câmara. Mas, acima de tudo, um partido que respeita as posições dos seus filiados. Então serão respeitados meus votos, minhas opiniões, a possibilidade de conversar com todos os atores da política, todos os campos. O Podemos é isso: um partido independente”, concluiu.

Projeto de poder – Mais cedo, numa contundente entrevista ao programa Nova Manhã, da Rádio Nova FM, ele criticou o que chamou de “projeto de poder” do PCdoB e do PDT, no Maranhão, e especificamente em São Luís.

“O que existe é um projeto de poder. E o que a gente percebe é que tem um projeto de permanecer nesse poder, porque se tivesse um projeto de governo realmente os índices divulgados seriam positivos”, declarou.

Ele também condenou a dita parceria entre a gestão do governador Flávio Dino (PCdoB) e a Prefeitura da capital. “Essa é uma parceria de televisão, só existe na propaganda”, completou.

Braide disse, ainda, que não vê atualmente um programa de governo, nem no Estado, nem na Prefeitura, capaz efetivamente mudar a vida das pessoas.

“O que vai mostrar que os números em relação a nossa capital, ao nosso estado, vão melhorar, é um programa de governo de verdade, que tenha a finalidade de mudar a vida das pessoas, mas não mudar a vida do grupo, daqueles que chegaram ao poder, que é o que a gente percebe que aconteceu nesses últimos anos”, concluiu.

Alternativa – Para o senador Álvaro Dias, a filiação de Braide deve fortalecer ainda mais o Podemos, que, segundo ele, tem, se apresentado como “alternativa para a população” num momento em que a política e os políticos andam “desgastados”.

“Filiação importante, partido crescendo, partido que é uma alternativa para a população, porque os partidos estão muito desgastados, e certamente a presença de um líder como Eduardo Braide é fundamental para o crescimento aqui no Maranhão”, comentou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte