PH

Seria uma farsa?

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h22
Luis Campos Paes e Déia, Ana Lúcia e Amaro Santana Leite, o Repórter PH, Nilson e Flávia Ferraz, Melina e  Luiz Carlos Cantanhede Fernandes
Luis Campos Paes e Déia, Ana Lúcia e Amaro Santana Leite, o Repórter PH, Nilson e Flávia Ferraz, Melina e Luiz Carlos Cantanhede Fernandes (PH01)

Aqueles que se opõem à Operação Lava-Jato, seja por motivos ideológicos, seja por deixarem de receber um bom dinheiro, têm insistido em uma narrativa que muitas
vezes consegue sensibilizar alguns cidadãos de boa fé. Há um discurso de que a Lava-Jato foi idealizada para criminalizar partidos políticos, “inventando” situações para justificar a prisão de lideres políticos, a começar pelo principal deles, apontado como grande chefe da organização criminosa instalada no país: o ex-presidente Lula.

GRANDE SHOW
de Altemar Dutra Junior no
Kitaro do São Luís Shopping

Diferente do pai, que era o maior seresteiro do Brasil, Altemar Dutra Junior passeia pelos mais variados ritmos musicais e faz o que quer de sua voz afinada e seu repertório moderno e atualizado, sem esquecer, é claro, os eternos sucessos que marcaram a carreira do saudoso Altemar Dutra. No show que ele realizou no Kitaro do São Luís Shopping, circulou de mesa em mesa e arrancou os mais calorosos aplausos. Dia 14 de dezembro volta a São Luís para cantar na Festa dos Amigos, de Mauro Fecury.

Jubileu de Ouro
Estamos entrando na reta final para a realização da noite de gala que marcará a celebração do Jubileu de Ouro de Jornalismo deste Repórter PH, marcada para o próximo dia 7 de dezembro, no elegante Palazzo Eventos, no Araçagy.
Teresa Martins fez os últimos contatos no fim de semana para bater o martelo com a confirmação de todos os nomes que marcarão presença nessa noite.
A celebração do Jubileu
de Ouro pede traje Passeio Completo, com a ressalva de que os homens devem usar terno escuro e as mulheres, vestido longo.

Jubileu de Ouro 2
Já com uma noção de quantas mesas vai ter que preparar para receber os convidados do Grupo Mirante no dia 7 de dezembro, a designer Cintia Klamt Motta toma as últimas providências para criar uma decoração moderna e de extremo requinte e bom gosto, como tudo o que ela tem feito até hoje.
Sobre a programação musical – voltamos a repetir – só podemos adiantar que são surpresas espetaculares que estão prometidas pelos amigos e admiradores deste Repórter PH que estão apoiando essa grande celebração.

Ritmos
França, Inglaterra, Alemanha, Estados Unidos e outros países desenvolvidos mantêm a vida política e institucional de forma normal durantes as campanhas eleitorais.
No Brasil, como se fôssemos novos ricos da democracia, o recesso dos legislativos revela tudo.

Sem subterfúgios
Nos bastidores do Palácio do Planalto, começou a ser cogitada a revisão da Lei de Responsabilidade Fiscal, sancionada em maio de 2000.
Não demorou para que malabaristas dos governos achassem furos, até tomar a forma de um queijo suíço.
Será um grande avanço se as modificações podarem os amplos poderes que políticos e administradores têm para danificar as contas públicas.
Mais: há necessidade de punir com muito mais rigor os gestores públicos que ignoram a lei.
Fazer com que vejam o sol nascer quadrado é uma boa fórmula.

Uma puxou a outra
Para muitos governadores, bons eram os tempos em que podiam fazer a operação denominada Antecipação de Receita Orçamentária (ARO).
Quando o final do mês se aproximava e faltavam recursos para o pagamento da folha dos servidores, recorriam aos bancos estaduais, fazendo retiradas.
No mês seguinte, com o ingresso do dinheiro do pagamento de impostos, via depósitos bancários, os empréstimos eram cobertos.
O problema é que os débitos cresceram muito mais do que o valor dos tributos e a conta subiu demais. A ponto de quebrar os bancos.
A tábua de salvação deixou de existir por ordem do governo federal a partir da segunda metade da década de 1990.

DE RELANCE

Desafio do Presidente
O presidente Jair Bolsonaro afirmou pelas redes sociais: caso o Tribunal Superior Eleitoral não autorize a coleta eletrônica de assinaturas para a criação de seu novo partido, a Aliança pelo Brasil só deverá estar apta a concorrer nas eleições de 2022. Era o combustível que faltava para inflamar os admiradores que vão se atirar na tarefa de recolher em centenas de cidades as 500 mil assinaturas necessárias para o registro.

Ponto morto
O silêncio sobre a reforma política revela que representa ameaça aos que têm o poder de realizá-la. Também consagra o ditado: deixa como está para ver como fica.

Lembrando
Muitos devem ter esquecido sobre o que garante o artigo 35 da Constituição: “O pagamento da remuneração mensal dos servidores públicos do Estado e das autarquias será realizado até o último dia útil do mês do trabalho prestado.”

Área de conflito
Com a atual composição do Supremo Tribunal Federal, não existe a mínima possibilidade de ser erguida a bandeira branca. Os sinais de guerra interna se propagam.

Modelo comodista
Mesmo com a reforma da Previdência, o governo não apresenta números e a oposição age da mesma forma. Talvez, nem conheçam.

Desastre
Obras públicas no país, que somam 149 bilhões de reais, estão paradas por decisões judiciais. Equivale a um salto em que o paraquedas não funciona.

O recuo de Lupi
O PDT queria expulsar oito deputados federais – entre os quais o maranhense Gil Cutrim – que votaram a favor da reforma da Previdência, contrariando orientação
do diretório nacional. O presidente Carlos Lupi rugiu durante meses e, no fim de semana, faltou força para anunciar a sentença.

Resultado vai surpreender
A Federação dos Municípios do Maranhão prestaria um grande serviço se somasse o número de viagens de prefeitos, secretários e vereadores a Brasília e as horas de peregrinação por ministérios. De pires na mão, buscam migalhas. Dinheiro que saiu dos municípios e que, para voltar, exige esforço sobre-humano.

Para diminuir riscos
Projeto do Executivo apresentado em junho prevê o fim do exame toxicológico para motoristas profissionais, incluindo os de ônibus ou caminhões. Na defesa do interesse público, a Câmara dos Deputados votará pela manutenção.

Com todo o cuidado
Frase que políticos experientes gostam de repetir antes de começar uma campanha eleitoral: zombar do jacaré, só depois de passar o rio.

Vocação para chatear
Teve efeito por algumas semanas a identificação nos celulares dos que telefonam, insistentemente, oferecendo serviços e produtos que não interessam.
Os praticantes do disque-estresse encontraram uma saída: trocaram os números que ainda precisarão passar por nova peneira até caírem na lista das ligações indesejadas.

Tem limite
Para os que criticam a intromissão ilimitada do poder público brasileiro, cabe citar Lao-Tsé, filósofo da China antiga: “Governo sábio é aquele que se torna invisível.”

Dão um jeitinho
Entre a ingenuidade e a provocação: em nosso país, a legislação existe para normatizar a relação entre iguais. Aí, surgem os mais iguais.

Para escrever na pedra:
“O mundo é de quem não sente. A condição essencial para se ser um homem prático é a ausência de sensibilidade”. De Fernando Pessoa.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.