O Mundo | Sem governo

Com vacância de poder, Bolívia atravessa crise

Chefe de polícia anuncia sua renúncia após madrugada de saques, incêndios e vandalismo; líder da oposição radical pede que greve geral continue até que Congresso analise renúncia
12/11/2019

LA PAZ — A renúncia do presidente Evo Morales na tarde de domingo,10 — sob pressão dos militares, da polícia e da oposição — deixou um vazio de poder na Bolívia. As autoridades da cadeia sucessória, começando pelo vice-presidente Álvaro García Linera e pelos presidentes e vice-presidentes da Câmara e do Senado, todos integrantes do MAS (Movimento ao Socialismo) de Morales, também abandonaram seus cargos, levantando questionamentos sobre quem assumiria o poder.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte