Criminalidade

Faccionados cometem homicídio na Vila Embratel

O corpo da vítima foi achado em estado de putrefação em uma cova rasa e mais duas pessoas ficaram feridas

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h22
Local onde o corpo de Eli Carlos Fonseca foi encontrado
Local onde o corpo de Eli Carlos Fonseca foi encontrado (morte Eli Carlos Fonseca Vila Embratel)

São Luís - O corpo de Eli Carlos Fonseca Moura Júnior, de 28 anos, foi achado ontem em uma área de matagal, localizada nos fundos de um lava jato da rua 24, na Vila Embratel, área Itaqui-Bacanga. Também nesse local havia duas pessoas gravemente feridas, identificadas como Nikito e De Menor. A polícia informou que existe a possibilidade deles terem sido vítimas do “Tribunal do Crime”, que é coordenado por faccionados.

Os populares que observaram primeiramente o ato criminoso. De Menor foi levado para um hospital da capital pelos familiares antes da chegada da polícia. Além de militares, também foram acionados bombeiros militar, os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), os peritos do Instituto de Criminalística e a equipe da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP).

O local é de difícil acesso e alagado. O corpo de Eli Carlos estava em estado de putrefação enterrado em uma cova rasa. O delegado Felipe Freitas disse que a vítima residia na Areinha e tinha mudado para a Vila Embratel. Ela estava desaparecida desde a última terça-feira. A outra vítima, Nikito, estava com várias marcas de violência na cabeça, no rosto, nos braços, tórax e abdômen.

Nikito foi atendido ainda no local pelos socorristas do Samu, em seguida, levado para o hospital, em São Luís, e corre risco de morte. A polícia informou que existe a possibilidade de Nikito e De Menor foram punidos devido terem assassinado Eli Carlos sem a permissão da facção criminosa.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.