Polícia | Informante

Maqueiro é preso suspeito de repassar informações a facção criminosa

Klemilson de Oliveira Correa foi encarregado de indicar a data da saída do rival o hospital para que ele fosse morto por seus comparsas
Ismael Araújo23/10/2019
Maqueiro é preso suspeito de repassar informações a facção criminosaDivulgação

SÃO LUÍS - O maqueiro de uma unidade hospitalar de São Luís, Klemilson de Oliveira Correa, o Gordão ou Dida Marley, foi preso em flagrante na noite de segunda-feira, 21, acusado de repassar informações a integrante de uma facção criminosa sobre a internação de um faccionado, identificado como Galego.

“O objetivo dos criminosos era matar Galego logo que deixasse o hospital”, declarou o delegado Armando Pacheco, superintendente de Investigações Criminais, em entrevista ontem para a Rádio Mirante AM. Ele informou, ainda, que Galego havia sido baleado no último sábado na área Itaqui-Bacanga, e estava internado em uma unidade de saúde municipal, no centro da cidade.

Os faccionados ordenaram que Klemilson Correa informasse o momento em que Galego deixasse o hospital para ser executado. O delegado disse, também, que a polícia foi informada dessa ação, e prendeu em flagrante o maqueiro em seu local de trabalho.

Na sede da Seic, no Bairro de Fátima, o detido declarou que faz parte de uma facção criminosa e confessou o crime. Armando Pacheco informou que o marqueiro foi autuado pelo crime de organização criminosa e encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Mais prisões

Na cidade de Bacabal foi presa em flagrante, ontem, uma mulher identificada apenas como Layna, suspeito de estelionato. A polícia informou que ela estava em uma agência bancária e pretendia sacar R$ 10.700,00 utilizando documentos falsos. Também nessa cidade foi localizado o foragido do Rio Grande Norte, Francisco Flávio Gonçalves, acusado de roubo.

Já em Lago da Pedra foi detido Fábio Barroso Rodrigues, o Dudu, suspeito de crime de homicídio que teve como vítima Rogério Neiva de Jesus. No município de Barra do Corda foi preso Valdeci Cezostres da Silva, o Magrinho ou Decir. Segundo a polícia, ele é fugitivo do Distrito Federal pelo crime de tentativa de homicídio. Ele tentou matar a golpes de martelo Márcio Rogério da Silva, no final do ano de 2017.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte