Política | Vinda oficial

Bolsonaro recebe novo convite e analisa data para visita ao MA

Chamamento oficial foi feito na semana passada pelo deputado federal Hildo Rocha (MDB)
Thiago Bastos / O Estado11/10/2019
Bolsonaro recebe novo convite e analisa  data para visita ao MAIsac Nóbrega/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), analisa uma data para visitar, ainda este ano, o Maranhão. A vinda de Bolsonaro – a primeira desde que assumiu o atual cargo - ao Estado é especulada desde agosto, no entanto, outros compromissos inviabilizaram o cumprimento da agenda.

Além de dar ordem de serviço para intervenções na capital maranhense, como as revitalizações da Praça João Lisboa e Largo do Carmo, em São Luís, o presidente também poderia acompanhar a rotina da base de Alcântara, foco de discussões no Congresso Nacional para a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) entre Brasil e Estados para uso do local.

O convite mais recente a Bolsonaro para visitar o Maranhão foi feito pelo deputado federal Hildo Rocha (MDB). Meses atrás, outros parlamentares como Aluisio Mendes (PSC) e Edilázio Júnior (PSD) também propuseram a agenda. O social-cristão, por exemplo, chegou a confirmar a presença de Bolsonaro no fim do semestre passado na cidade, o que não ocorreu.

A presença do presidente da República no estado serviria, por exemplo, para reverter a imagem negativa do gestor perante o eleitorado ludovicense. Levantamento divulgado ontem do Instituto Prever (7) por O Estado aponta que 63,3% das pessoas rejeitam votar em um candidato a prefeito de São Luís ligado à Bolsonaro. O percentual aumentou nos últimos meses, já que, em maio, esse índice era de 57,5%.

Se confirmada, outra expectativa seria para um possível encontro entre Jair Bolsonaro e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Crítico à política federal, Dino não dá sinais de que cederá e receberá o presidente atual, já que nos bastidores tenta se viabilizar como candidato ao Planalto nas próximas eleições.

Além da imagem negativa, o partido do presidente (PSL) está em efervescência, já que ainda não há consenso da legenda quanto ao candidato no pleito do ano que vem. Além de Sílvio Apóstolo, o superintendente de Patrimônio da União, Coronel Monteiro e o diretor executivo do Departamento de Articulação Interfederativa do Ministério da Saúde, Allan Garcês, disputam a indicação. Internamente, o presidente estadual da sigla de Bolsonaro, Chico Carvalho, enfrenta forte pressão para se manifestar sobre o tema.

Correlata – “ O presidente tem motivos para ser bem-vindo ao nosso estado”

Autor do recente convite ao presidente, o deputado federal e novo membro da bancada nacional do MDB, Hildo Rocha, disse pessoalmente a Bolsonaro que o gestor tem bons motivos para ser bem-vindo ao Estado. Segundo Rocha, vários pleitos da população maranhense já foram atendidos pelo Governo Federal.

Na visita de Hildo a Bolsonaro, o parlamentar reivindicou a conclusão da duplicação da BR-135 de Bacabeira a Matões do Norte e solicitou o reinício das obras de qualificação da BR-010, dentre outras pautas. O deputado destacou ainda a necessidade de se estender a duplicação da BR-222.

Hildo Rocha teve o nome especulado, nas últimas semanas, após receber convite para filiação ao PSL, mesmo partido de Bolsonaro. No entanto, o presidente eleito do MDB, Baleia Rossi (SP), pediu que o deputado mudasse de ideia.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte