Polícia | Interdição

Ministério Público quer presídios da Região Tocantina interditados

Pedido foi feito ao Poder Judiciário, sob alegação de que todas as unidades estão superlotadas e sem condição de uso; não cumprimento resultará em multa
Ismael Araújo04/10/2019

SÃO LUÍS - O Ministério Público do Maranhão (MPMA) solicitou ao Poder Judiciário a interdição total da Penitenciária Regional e da Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, além da Unidade Prisional de Davinópolis, devido a superlotação. De acordo com os promotores, os presídios estão hoje com 980 internos, mas a capacidade é de apenas 574 vagas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte