COLUNA

PT sendo PT de novo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23

A novela da eleição interna do Partido dos Trabalhadores tem um novo capítulo no Maranhão. O resultado da eleição para o diretório da legenda em São Luís sofreu modificação por decisão da Executiva Estadual da sigla. Motivo: indícios de fraudes. E devido a isso oito urnas tiveram seus votos anulados pelo presidente estadual do PT, Augusto Lobato, e seus aliados.
Assim, a vitória foi transferida do atual presidente municipal da legenda, vereador Honorato Fernandes, para o aliado de Lobato, Kleber Gomes.
Claro que a decisão final não será no Maranhão e sim na Executiva Nacional petista.
O que chama a atenção em todo o processo é que Lobato e tantos outros companheiros de partido reclamam do julgamento do ex-presidente Lula, que teria sido baseado somente em indícios de irregularidades.
Mas quando se fala em disputa interna da sigla, o presidente estadual e seus aliados esquecem do que defendem e usam o mesmo argumentos dos “algozes” do ex-presidente da República.
A militância iniciou ontem um manifesto nas redes sociais contra a decisão da Direção Estadual e pretende pressionar para que a Executiva Nacional confirme o primeiro resultado baseado na apuração das urnas da votação ocorrida no último dia 8 de setembro.
É mais uma fase do complicado Processo de Eleição Direta (PED) do PT que mostra que os petistas não são tão amistosos internamente e que vale tudo pelo comando do partido.

Desgaste
O presidente petista Augusto Lobato poderia evitar o desgaste da decisão da Executiva Estadual enviado para a Nacional o recurso de seu aliado Kleber Gomes.
Lobato preferiu arriscar e deixar em xeque a decisão que beneficia seu aliado. A militância reclama do presidente estadual, que poderá sofrer as consequências em sua tentativa de se reeleger.
No fim de tudo, Lobato e seus aliados deixam em xeque a credibilidade do PT, que nacionalmente tenta se reestruturar.

Palavra final
A direção nacional é que terá a última palavra - de novo e mais uma vez - no PED do PT no Maranhão.
Os dirigentes que decidirão se as provas apresentadas por Kleber Gomes comprovam ou não fraude na votação interna.
Além disso, a nacional também vai analisar denúncia de que o deputado estadual Zé Inácio, aliado de Augusto Lobato, tenha interferido na apuração por meio de seu assessor, que preside a Comissão Eleitoral no Maranhão.

Adiado
A Procuradoria Geral do Estado (PGE) entrou com pedido no Tribunal de Justiça para que o processo sobre a readequação salarial de 21,7% para servidores públicos fosse retirado de pauta.
A solicitação foi aceita pelo relator do processo, desembargador José de Ribamar Castro, e a questão não será mais julgada amanhã, conforme estava previsto.
Com isso, os funcionários públicos terão que esperar mais um tempo para que o Tribunal de Justiça se posicione quanto aos 21,7%.

Debate
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão vai promover um seminário a respeito da legislação eleitoral nesta sexta-feira, 20, na sede do tribunal, às 16h.
Serão palestrantes os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcísio de Carvalho Neto e Sérgio Banhos.
Também vai palestrar o ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O moderador será o juiz Daniel Castro Gomes da Costa.

Atentos
Deputados maranhenses já estão de olho na decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o uso de laranjas nas eleições.
Pela decisão dos ministros do TSE, uso de laranjas poderá cassar a chapa inteira, se comprovada a irregularidade.
No Maranhão, estão de “orelha em pé” os deputados Cléber Verde (PRB) e Pará Figueiredo (PSL). A situação do primeiro o atinge diretamente por ser presidente do partido.

Aprovação
Os vereadores de São Luís aprovaram, em segunda votação, projeto de lei, de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), que institui o processo de catalogação dos bens imóveis do Município.
O projeto seguiu para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).
A proposta quer atender ao princípio da publicidade e contribuir para que a Prefeitura tenha um diagnóstico detalhado sobre de seus bens, o que poderá gerar economia para os cofres públicos.

DE OLHO

R$ 1 milhão foi o valor recebido por Marisa das Rosas, do PRB, nas eleições de 2018. Ela concorreu a deputada estadual e não chegou a ter 200 votos.

E MAIS

• A ex-governadora Roseana Sarney participa de reunião da direção nacional do MDB, em Brasília.

• Membro da Executiva, Roseana participa da entrega de relatório da atual mesa diretora do partido, encabeçada pelo ex-senador Romero Jucá.

• A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou homenagem ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept. Ele irá receber a Medalha Manoel Beckman.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.