Editorial

Hanseníase ainda é um problema

06/09/2019

A doença ainda traz consigo um estigma e, por isso, o doente tem receio em ser identificado ou ser visto em locais onde é oferecido o tratamento. Por mais que se diga que não, que muita coisa mudou, o preconceito ainda existe e ser portador de hanseníase ainda é um tabu. No passado, quem tinha lepra, como foi chamada popularmente a doença por milhares de anos, era banido da convivência com a população, inclusive a família, e tinha consciência que acabaria seus dias sofrendo com as consequências da doença, dada como incurável.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte