Polícia | Mapa da Violência

Violência: 720 mortes violentas registradas neste 1º semestre no MA

Mapa da Violência divulgado ontem mostra que o Maranhão teve em média 120 mortes por mês; maio foi o mais violento no estado com 134 assassinatos
Ismael Araújo02/09/2019
Violência: 720 mortes violentas registradas neste 1º semestre no MADivulgação

SÃO LUÍS - Os números da violência no Maranhão continuam altos. Um total de 720 mortes violentas (homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) ocorreu durante o primeiro semestre deste ano no estado, ou seja, uma média de 120 casos por mês, segundo dados do Mapa da Violência. Nos primeiros seis meses do ano passado, os números foram maiores, 864 crimes em todo o estado.

Esses dados foram divulgados neste fim de semana pelo Monitor da Violência criado pelo site G1 em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O levantamento revelou, ainda, que somente no primeiro semestre deste ano ocorreram 21.289 assassinatos no país. O dado mostra que há uma morte violenta a cada 12 minutos no Brasil. Uma média de 118 óbitos por dia.

No Maranhão, apenas no mês de junho, ocorreram 122 mortes violentas. Entre elas, 115 somente de homicídio doloso, seis de latrocínio e um de lesão corporal seguido de morte. Na Grande Ilha, nesse mesmo período, foram registrados 26 assassinatos.

Terminal

Dois assassinatos ocorreram em menos de 12 horas em locais movimentados em São Luís. Um deles na entrada do Terminal de Integração da Cohab na manhã do dia 18 de junho e a vítima foi Danilo Costa França, de 23 anos. Segundo a polícia, o crime teria sido motivado por rixa entre faccionados rivais e o principal suspeito, Adão Carvalho Mendes Filho, o Adãozinho, de 21 anos, foi preso em flagrante. Há informações de que o autor dos disparos exerce a função de “Torre” na facção criminosa.

O clima de pânico foi instalado no local. Passageiros, entre eles crianças, correram ao ouvirem o barulho do tiro, com receio de serem baleados. A vítima caiu morta nas proximidades da entrada do terminal, com uma perfuração na cabeça. Policiais Militares e Civis foram acionados, assim como os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que já encontraram a vítima sem vida.

O outro assassinato ocorreu na noite desse dia, tendo como vítima um morador de rua, identificado apenas como Perninha. A polícia informou que ele foi morto a golpes de faca desferidos por outro morador de rua, conhecido como Bombadão, quando estava na fila para tomar sopa, na praça do Pantheon, no centro da cidade. Ainda segundo a polícia, o crime foi motivado devido a vítima estar devendo a quantia de R$ 2,50 ao acusado.

Outro morador de rua, que tentou evitar o ato criminoso, acabou golpeado nos braços e teve que ser levado para o Hospital Municipal Socorrão I, no centro, onde passou por tratamento cirúrgico. Após o crime, o suspeito, que chegou a passar a faca suja de sangue em sua boca, foi preso em flagrante. Ele foi apresentado na sede da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, onde foi autuado.

Mais mortes

Maio foi o mês deste ano em que mais mortes violentas foram registradas no estado. Do total de óbitos, 134 foram assassinatos, sendo 130 homicídios dolosos e quatro latrocínios. No primeiro mês do ano, ocorreram 111 mortes violentas, sendo 98 homicídios; 11 latrocínios e dois registros de lesão corporal seguida de morte. Desses, 33 casos foram registrados na Grande São Luís. Em fevereiro, foram 110 mortes violentas, sendo 105 homicídios, um caso de latrocínio e quatro registros de lesão corporal seguida de morte.

Em março, o registro foi de 129 mortes violentas no estado, sendo 120 homicídios dolosos, oito casos de latrocínio e uma morte ocasionada por lesão corporal. Em abril deste ano, foram 114 mortes violentas no Maranhão, sendo 107 homicídios dolosos, cinco casos de latrocínio e dois registros de mortes por lesão corporal.

Morte no interior

Um motociclista, nome não revelado, morreu no último sábado ao sofrer um acidente na M-138, entre Bom Jardim a São João do Carú. Segundo testemunhas, a vítima caiu em uma cratera em trecho abandonado de uma obra do governo do Estado sem sinalização. A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), por meio de nota, lamentou o ocorrido com o motociclista e informou, ainda, que uma equipe de engenharia responsável pela obra esteve no local na última semana, onde realizou vistoria nos serviços que foram retomados em junho, e não encontraram quaisquer irregularidades com a sinalização na área.

Mortes na capital

Três corpos foram encaminhados desde a manhã de sábado, 31, até o começo da tarde de ontem, ao Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga. Eles mortos foram Jefferson Sampaio Mendes, de 39 anos; Daniel dos Santos Batista, de 31 anos, ambos vítimas de arma de fogo, e Daniel Rabelo da Silva, de 31 anos, acidente de trânsito.

Relembre

Números de mortes violentas no Maranhão

Janeiro: 111 casos

Fevereiro: 110 casos

Março: 129 casos

Abril: 114 casos

Maio: 134 casos

Junho: 122 casos

Fonte: Mapa da Violência

Número

720

foi o número de mortes violentas ocorridas no primeiro semestre deste ano no estado, segundo dados divulgados pelo Mapa da Violência, publico no fim de semana pelo site G1 da Globo

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte