Estado Maior | COLUNA

Exemplo do Judiciário

31/08/2019

A publicação do relatório “Justiça em Números”, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado durante a semana, confirma que a adoção de boas práticas de gestão no Judiciário do Maranhão resultou em gasto menor em 2018.
O levantamento, detalhado, aponta que, no ano passado, gasto total do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) foi de R$ 1,2 bilhão. O valor é aproximadamente R$ 150 milhões menor que em 2017, quando gastou-se R$ 1,35 bilhão.
A maior despesa segue sendo com pessoal. E, mesmo essa, também caiu.
Em 2017, a folha consumiu R$ 973 milhões, ou 71,7% da despesa total. Já em 2018, o setor de pessoal foi responsável por despesas de R$ 905 milhões - mais de R$ 60 milhões abaixo do ano anterior.
Entre os cortes, destaque para as despesas com terceirizados.
Um exemplo que poderia ser seguido por gestores de outros Poderes no Maranhão, notadamente do Executivo, estadual e municipais.
Em 2019, o balanço da Justiça produzido pelo CNJ completa 10 anos de uma série histórica com dados estatísticos de 90 tribunais, detalhamento da estrutura e litigiosidade, além de indicadores e análises essenciais para subsidiar a gestão judiciária. A edição mais recente foi lançada na quarta-feira, 28, durante a 2ª Reunião Preparatória do XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte