COLUNA

Em alta com Bolsonaro

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h23

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) segue em alta com Jair Bolsonaro (PSL). Na semana passada, durante transmissão ao vivo em sua conta no Facebook, o presidente da República teceu elogios e destacou a importância do tucano maranhense para a assinatura do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) entre Brasil e Estados Unidos. O assunto voltará a ser tema de debates na Câmara dos Deputados após a volta do recesso.
- Na nossa primeira viagem aos Estados Unidos, assinamos o acordo. Estava presente o senador do Maranhão, Roberto Rocha, uma pessoa maravilhosa, excepcional, para que nós pudéssemos desenvolver todo o projeto tratando do lançamento de satélites na nossa base de Alcântara -, disse.
O senador maranhense é um dos principais defensores do acordo. Ele fez parte da comitiva do presidente à Washington, nos EUA, em março deste ano, quando foi assinado o pacto. Em sua avaliação, o Maranhão está inserido e tem muito a ganhar com essa parceria.
- O Acordo de Salvaguardas representa um grande avanço comercial entre os dois países. O Brasil e o Maranhão, por meio da Base de Alcântara, serão sócios dos países e das empresas aeroespaciais internacionais que desejarem atuar no complexo aeroespacial brasileiro, sem ferir a soberania nacional - disse Rocha.
Esta não foi a primeira menção de Bolsonaro a Roberto Rocha relacionada ao AST.
Nos Estados Unidos, em março, o presidente agradeceu ao senador por sua participação no Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), assinado que viabilizará a utilização do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) pelos americanos.
Em seu discurso, ele fez uma menção específica ao tucano maranhense, a quem atribuiu colaboração “para que esse acordo […] sobre o Centro de Lançamento de Alcântara se tornasse uma realidade”.

Pesar
A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) emitiu na manhã de sábado, 3, nota de pesar pela morte do economista e professor José Celso Veras da Costa.
Ele tinha 69 anos, e morreu vítima de pneumonia, no Hospital UDI, em São Luís. Celso Veras foi gerente de Desenvolvimento Regional de Codó, na gestão de Roseana Sarney em 2000.
- Recebi, com imensa tristeza, a informação sobre a morte do meu grande amigo José Celso Veras da Costa. A sua morte é uma grande perda para o Maranhão - destacou.

Currículo
Grande pensador e analista crítico da realidade maranhense, Celso Veras era professor e economista, e foi o primeiro presidente da Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos (SMDH).
Fundou o Partido Socialista Brasileiro (PSB) no Maranhão. Foi superintendente do Projeto Nordeste e integrou o governo Roseana Sarney em 2000.
Na ocasião, exerceu o cargo de gerente de Desenvolvimento Regional de Codó.

Susto
Um veículo que levava o secretário de Estado das Cidades, Rubens Pereira Júnior (PCdoB), para uma ação do “Cheque Minha Casa” foi atingido por tiros, na tarde de sábado, 3, em São Luís.
O caso ocorreu no Coroadinho e o comunista não estava no carro no momento do ocorrido.
Segundo apurou a coluna, houve um acerto de contas próximo a uma residência visitada pelo secretário. Um homem atingiu outro com seis tiros e um deles acabou acertando o retrovisor do carro de Rubens Jr.

Censurado
O deputado estadual Adriano Sarney (PV) denunciou no fim de semana que a revista Carta Capital omitiu em reportagem sobre o Maranhão parte de sua fala.
Segundo o parlamentar, foi excluída uma frase sobre o pagamento de milhões para garantir espaço ao comunista na mídia nacional.
- A Carta Capital vendeu sua capa para Flávio Dino, provavelmente paga com o dinheiro dos maranhenses. Me entrevistaram e omitiram a parte em que digo que o governo gasta R$ 7 milhões com a imprensa nacional! A omissão é confissão? -, questionou,

Assinou
A Caixa Econômica Federal não barrou, como noticiado pelo Estadão na sexta-feira, 2, empréstimo de R$ 133 milhões pretendido pela Prefeitura de São Luís.
Na verdade, o contrato para a operação de crédito foi assinado justamente naquela data, segundo apurou a coluna.
Fonte ligada ao prefeito Edivaldo Júnior (PDT) disse acreditar que a narrativa construída pelo Estadão tinha apenas o objetivo de atingir o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e ligá-lo a ações contra o Nordeste.

Pedido de oração
A primeira-dama de Paço do Lumiar, Núbia Dutra, expôs, no fim de semana, em áudio que circula nas redes, a real situação do prefeito Domingos Dutra (PCdoB), seu marido.
Na mensagem, supostamente encaminhada ao ex-secretário de Educação, Paulo Roberto, ela diz que o comunista piorou nos últimos dias. “É verdade que o prefeito não está bem, piorou”, relatou.
Segundo ela, no atual momento, o ideal é que a população saiba da real situação do prefeito, para que sejam feitas orações por ele.

DE OLHO

R$ 133 milhões é o valor de financiamento liberado pela Caixa à Prefeitura de São Luís para obras de infraestrutura.

E MAIS

• O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), vistoriou no fim de semana obras de reforma do Estádio Nhozinho Santos.

• O vice-presidente do PSB e ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, gravou um vídeo convidando Flávio Dino (PCdoB) a se filiar ao seu partido e ser o candidato da legenda na disputa pela Presidência em 2022.

• Ainda circulam rumores de que houve vazamento do edital do concurso público do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.