COLUNA

Similaridades

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h24

Mais um caso nacional chama atenção dos maranhenses pela similaridade com o que ocorre no estado. O fato de o ministro da Justiça Sergio Moro comandar a Polícia Federal que fez operação para prender hackers que o “atacaram” foi motivo de críticas do deputado federal Márcio Jerry (PCdoB).
Claro que a reação ao que reclamou o comunista - de que a investigação não pode ser levada a sério porque Moro comanda a PF - foi imediata. Adversários do deputado logo mostraram que no Maranhão a Polícia Civil é que investiga os delegados Ney Anderson e Tiago Bardal, que fizeram graves denúncias contra o secretário de Segurança, Jefferson Portela - ele teria determinado grampos ilegais a desembargadores e políticos adversários do Palácio dos Leões.
E Portela é quem comanda a Polícia Civil. Logo, assim como Moro não tem condições de comandar uma investigação contra crimes pelos quais ele vem sendo acusado, o secretário de Segurança do Maranhão também não tem.
E isso não é novidade para o deputado do PCdoB, porque, na audiência na Comissão de Segurança da Câmara dos Deputados no início de julho, os colegas de bancada Aluisio Mendes (Pode) e Edilázio Júnior (PSD) alertaram Jerry sobre a impossibilidade de a investigação sobre as denúncias dos delegados ser feita no Maranhão pela Polícia Civil.
Este é somente mais um exemplo de que o que ocorre no Maranhão não tem a mesma medida em Brasília. É o “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

PED I
Como de praxe, os petistas do Maranhão deixaram para o último dia a inscrição das chapas que concorrerão no Processo de Eleição Direta (PED).
É desse processo que culminará a escolha do presidente estadual e dos presidentes dos diretórios municiais, além da formação da executiva estadual, que tem papel decisivo no rumo que o partido toma para as eleições.
O PED tem previsão para acontecer em setembro e, no Maranhão, geralmente há dois turnos na disputa pela presidência estadual.

PED II
A disputa pela presidência estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) no Maranhão deve ficar somente entre o atual presidente da legenda, Augusto Lobato, e Francimar Melo.
Lobato vai apoiar Kleber Gomes para a presidência do PT em São Luís e Francimar marchará ao lado do atual presidente municipal, vereador Honorato Fernandes.
Dos apoios, Augusto Lobato contará com o deputado estadual Zé Inácio, que foi adversário do presidente na eleição passada, e Francimar terá o apoio do deputado federal Zé Carlos

Cortesia
O presidente do TRE, desembargador Cleones Cunha, realizou visita de cortesia ao governador em exercício, desembargador José Joaquim.
Na ocasião, o magistrado manifestou ‘alegria’ por ter um membro do Judiciário no comando do Poder Executivo.
“Uma visita de cortesia como membro do poder judiciário, como presidente do Tribunal Eleitoral, para manifestar a alegria der ter um presidente do Tribunal de Justiça no exercício do cargo de governador do estado”, disse.

Destaque
O senador Roberto Rocha está sendo considerado nacionalmente como o homem forte de Bolsonaro no Senado, que pode garantir o ingresso do filho, deputado Eduardo Bolsonaro, como embaixador nos Estados Unidos.
A informação é da coluna Radar, da revista Veja. Segundo a publicação, como líder do PSDB no Senado, Rocha pode conseguir mudanças em votos na comissão de Relações Exteriores.
O senador já vinha sendo colocado como um aliado forte do presidente da República desde a viagem aos Estados Unidos para a assinatura do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas para uso da Base de Alcântara.

Inconformismo
A pesquisa do site Ranking dos Políticos ainda vem mexendo com o brio de alguns membros da bancada maranhense no Congresso Nacional.
Aliados do Palácio dos Leões classificam o ranking como produzido por aliados do governo de Jair Bolsonaro (PSL).
Motivo? É que o Pastor Gildenemyr (PL) é da base de Bolsonaro e aparece em primeiro na pesquisa. No entanto, os felinos esquecem que empatado com o Pastor aparece Gastão Vieira (Pros), deputado que sempre solta flores para o aliado Flávio Dino.

Estável
O quadro de saúde do prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), é considerado estável após cirurgia à qual ele foi submetido no início da noite da última quarta-feira, 24.
O comunista reagiu bem e não apresentou febre. No entanto, não é possível os médicos falarem sobre sequelas ou não. É necessário aguardar um período de 72 horas, no mínimo.
Por enquanto, as informações não são oficiais por decisão da família, que não quer divulgação de boletim médico sobre o estado de saúde do prefeito.

DE OLHO

R$ 14,2 mil é o valor pago pelo governo estadual à Fundação de Amparo à Pesquisa, Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) no fomento de pesquisa em 2019.

E MAIS

• O governador do Maranhão em exercício, José Joaquim Figueiredo, cumpriu uma extensa agenda em seu primeiro dia no comando do estado.

• Ele concedeu entrevista coletiva, despachou com secretários e encaminhou ações na área social para vários municípios do interior do estado.

• No Tribunal de Justiça, o desembargador Lourival Serejo foi quem assumiu a cadeira de presidente no período em que José Joaquim ficar no governo estadual.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.