Estado Maior | COLUNA

Alcântara: mais um capítulo

02/07/2019

Mais uma comissão da Câmara dos Deputados terá suas atenções voltadas para o Maranhão. Depois da Segurança, que ouvirá o ex-delegado Tiago Bardal e o delegado Ney Anderson Gaspar sobre espionagem a desembargadores e políticos e a de Fiscalização, que vai vistoriar, na quinta-feira, 4, o Porto do Itaqui, agora é a Comissão de Direitos Humanos que se volta para o estado.
A comissão virá ao Maranhão (na quinta e sexta-feira desta semana) para que os membros (que inclui os maranhenses Márcio Jerry e Bira do Pindaré) verifiquem a situação das comunidades quilombolas em Alcântara. A questão diz respeito ao Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) feito entre o Brasil e os Estados Unidos para a exploração comercial da Base de Alcântara com tecnologia norte-americana.
Esta visita é fruto de um acordo com a base governista para que o relatório do deputado Hildo Rocha (MDB) seja votado na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. Somente após a visita às comunidades quilombolas é que o relatório deve ser apreciado.
Na semana passada, Hildo Rocha até tentou colocar seu parecer para votação, mas deputados de oposição obstruíram a apreciação.
Este é mais um capítulo referente à novela do “aluguel” da Base de Alcântara, que incluiu visita do ministro de Ciências e Tecnologia, Marcos Pontes, e de uma comitiva grande de deputados e senadores à cidade maranhense, e também a uma base espacial na Guiana.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte