Execução

Homem executado por facção criminosa no Bairro de Fátima

Crime praticado nesta sexta-feira estaria ligado ao assassinato ocorrido na última terça-feira, no Terminal de Integração da Cohab; uma pessoa ficou ferida na ação no Bairro de Fátima

Ismael Araújo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h24
Rubenilson dos Santos foi assassinado por membros de facção no Bairro de Fátima
Rubenilson dos Santos foi assassinado por membros de facção no Bairro de Fátima (Rubenilson)

SÃO LUÍS - Integrantes de uma facção criminosa invadiram o Bairro de Fátima na manhã desta sexta-feira, 21, e executaram Rubenilson dos Santos, de 35 anos, e ainda balearam Lailson de Jesus Rodrigues Soares, de 39 anos. A polícia informou que esse crime tem ligação com o assassinato do faccionado Danilo Costa França, de 23 anos, ocorrido na terça-feira, 18, no Terminal de Integração da Cohab.

Um dos acusados da ação criminosa desta sexta-feira no Bairro de Fátima, segundo a polícia, teria sido o irmão de Danilo Costa, Daniel Costa, filho de um policial militar. O outro envolvido teria sido Keilson, que é filho de um homem conhecido coimo Negão do BF, comerciante de entorpecente na comunidade.

Daniel Costa e Keilson, em companhia de mais dois faccionados, estavam em um veículo Mobi branco, de placas não identificadas, enquanto as vítimas estavam em um Cross Fox preto, de placas NXG-9625. Os criminosos chegaram atirando em via pública. Rubenilson dos Santos foi alvejado na cabeça e morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico no Hospital Socorrão I, no centro.

Lailson Soares foi alvejado no peito, coxa e costas e até o começo da noite desta sexta-feira estava internado no Socorrão I correndo risco de morte. As duas vítimas, segundo a polícia, foram presas durante uma incursão da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em abril do ano passado.

Já os acusados fugiram. A polícia acredita que Daniel Costa teria ido ao Bairro de Fátima vingar a morte do irmão Danilo, que foi assassinado por Adão Carvalho Mendes Filho, o Adãozinho, de 21 anos, que exerce a função de “Torre” de uma facção criminosa.

A vítima caiu morta nas proximidades da entrada do terminal, com uma perfuração na cabeça. Policiais Militares e Civis foram acionados, assim como os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que já encontraram a vítima sem vida. De acordo com a polícia, o acusado teria recebido a ordem para matar Danilo de outros faccionados. Inclusive, ele já estava no terminal a espera da vítima.

Morte em Balsas

O ex-presidiário e faccionado Marcelo Sousa dos Santos, de 22 anos, foi encontrado morto com marcas de tiros na quinta-feira, 20, em uma área de matagal, no povoado Lagoa Preta, em Balsas. A cabeça da vítima apresentava fratura.

Segundo a polícia, ele havia deixado o Complexo Penitenciário de Pedrinhas há 15 dias, e teria ido morar em Balsas, mas estava desaparecido desde terça-feira, 18. Neste dia, ele teria ido pescar com um faccionado, na zona rural de Balsas. O crime de homicídio foi gravado e chegou a ser exposto na rede social. A Polícia Civil está investigando o caso, e até a tarde desta sexta-feira, não havia registro de identificação dos criminosos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.