Geral | Outro lado

UFMA divulga nota sobre bolsa de Estela Haddad

Nota de esclarecimento não deixa evidenciados motivos que motivaram a escolha de Ana Estela Haddad
O Estado MA17/04/2019 às 15h34
UFMA divulga nota sobre bolsa de Estela HaddadUFMA se pronunciou sobre episódio envolvendo Ana Estela Haddad (De Jesus / O ESTADO)

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) divulgou nota sobre o episódio envolvendo a esposa do petista Fernando Haddad, Ana Estela Haddad. Na nota é exposta a história do UNASUS/UFMA, bem como apontados números estatísticos e um currículo de Estela Haddad.

Segue a nota:

Em respeito à verdade dos fatos e entendendo que o acesso à transparência de processos públicos é um direito da imprensa e todos os cidadãos, a UNASUS/UFMA presta os seguintes esclarecimentos:

A Universidade Aberta do SUS (Rede UNA-SUS) foi criada em 2010 para atender às necessidades de capacitação e educação permanente dos profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS), e conta com uma rede colaborativa formada por 36 instituições de ensino superior que oferecem cursos a distância, com mais de 2 milhões de matrículas e usuários em todo o território brasileiro, estando em mais de 5.500 municípios.

A UNASUS/UFMA faz parte das Instituições pioneiras da Rede e está sempre entre as três Instituições de maior destaque na mesma, tanto pelos seus expressivos números de cursos, alunos e produção científica, como também pelas ferramentas tecnológicas e de inovação que desenvolve, sempre de caráter gratuito e com base em um robusto suporte pedagógico.

O trabalho realizado pela Profa. Ana Emília Oliveira, Coordenadora Geral da UNASUS/UFMA é de incontestável competência, seriedade e dedicação, elevando sempre de forma positiva a UFMA e trazendo bastante dividendos ao Maranhão e ao Brasil na formação de recursos humanos altamente qualificados para atuarem nas diversas frentes do Sistema Único de Saúde - SUS por meio da oferta de cursos e ferramentas tecnológicas produzidas pela própria UNASUS/UFMA e pelo Grupo de Pesquisa SAITE (CNPq/UFMA) do qual é líder; o que já despertou interesse nacional e internacional de diversas universidades, a exemplo da Universidade de Barcelona (Espanha), Universidade de Birmingham (Inglaterra) e Columbia University (Estados Unidos).

Quanto ao porquê da Profa. Ana Estela Haddad (USP) no quadro da UNASUS/UFMA, o acesso ao currículo lattes dessa renomada professora e pesquisadora(http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4737424Z8) explica por si só, pois facilmente pode ser observado que a sua competência vai bem além da Odontologia, haja vista que transita brilhantemente pela linhas de pesquisa que atua: Educação Superior na Saúde, Educação Permanente na Saúde, Força de Trabalho em Saúde, Políticas Públicas de Educação e de Saúde, Primeira Infância, Telessaúde, Teleodontologia. E esse know-how pode ser comprovado considerando-se que a Profa. Ana Estela Haddad participou da idealização e implementação de Programas reconhecidamente bem-sucedidos na esfera da educação na saúde como Rede UNASUS, Pró-Saúde, Telesaúde Brasil, Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS) e Programa de Educação pelo Trabalho em Saúde - PET Saúde, dentre outros, enquanto ocupou no Ministério da Saúde, por cinco anos, o cargo de Diretora do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES/SGTES). Junto à UNASUS/UFMA, essa renomada professora/pesquisadora veio agregar valores pela sua inquestionável expertise na educação em saúde. Explicado assim o rigor técnico de sua escolha, elenca-se a seguir a sua ampla contribuição direta nas seguintes produções da UNASUS/UFMA:

- Dois cursos de extensão de acesso livre e gratuito, com mais de 28 mil matrículas; de 2016 a 2018;

- Seis livros com ISBN (número oriundo de norma internacional para publicações);

- Vinte e sete aplicativos / e-books de acesso livre e gratuito; produzidos entre 2016 a 2019;

- Três games de acesso livre e gratuito na área da saúde; no período de 2016 a 2019;

- Sete registros no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, todos tendo a UFMA como detentora dos direitos patrimoniais dessas produções; entre os anos de 2016 a 2019;

- Duas parcerias internacionais UNASUS/UFMA – FOUSP, com a Universidade de Barcelona (Espanha) e com Universidade de Birmingham (Inglaterra).

Além dessa vasta produção acima citada, e iniciada em 2016, atualmente Ana Estela Haddad trabalha juntamente com diferentes equipes da UNASUS / UFMA na produção de nove cursos, dezoito e-books/aplicativos, dois games, e três ferramentas tecnológicas. Tudo isso com cunho de acesso livre e gratuito; devendo gerar em um futuro breve cerca de 100 mil vagas ou mais nos citados cursos.

Ressalte-se que a Parceria Interinstitucional UNASUS/UFMA e FOUSP, envolvendo a professora Ana Estela Haddad, tem todo amparo legal na UFMA e na USP, tendo sido celebrada solenemente entre as partes em 06/12/2017, publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo, em 07/12/2017, seção I, página 127.

Todos os projetos da UNASUS/UFMA são apoiados por uma fundação de apoio à UFMA (Sousândrade ou Josué Montello), contratada mediante todas as bases legais (Lei n. 8958/1994, Art. 4o-B; Lei nº 13.243, de 2016, Art. 9o e § 1o ) e fundamentadas nos respectivos autos de processos administrativos, e alguns profissionais trabalham em projetos concomitantes, apoiados por ambas as fundações de apoio a UFMA.

As ações da UNASUS/UFMA e Grupo de Pesquisa SAITE (CNPq/UFMA) não se resumem a ofertar cursos e desenvolver games. Vão muito além disso, haja vista a boa otimização dos recursos, e esses resultados podem ser observados com toda transparência. Apesar de reconhecer e estimular a importância do trabalho interinstitucional (nacional e internacional), a UNASUS/UFMA nunca deixou de valorizar os profissionais do Maranhão, o que pode ser facilmente constatado nas autorias de seus produtos científicos e ferramentas tecnológicas, incluindo uma ampla equipe docente do Maranhão. Como exemplo da expertise maranhense, confirma-se a contribuição da docente Christiana Leal Salgado, que em 2010 aprovou um Projeto bastante Inovador em Saúde Mental, no Ministério da Saúde e na UFMA, no qual foi, portanto, por mérito próprio coordenadora-geral, até o ano de 2014. E nesse mesmo ano, passou integrar o quadro de docentes da UFMA, após aprovação em concurso público.

Lamentamos os ruídos disseminados na mídia, envolvendo injustamente a UNASUS/UFMA. Ao espalhar-se boatos sobre a lisura dos processos e projetos da UNASUS/UFMA desrespeita-se o trabalho sério de maranhenses e brasileiros que estão há anos dedicando-se incansavelmente ao desenvolvimento científico do Maranhão. A UNASUS/UFMA com suas ações tem elevado, ainda mais, o respeito nacional e internacional do Estado e da UFMA na esfera das inovações na educação a distância.

Por fim, questiona-se: Por quê professores dedicados, competentes, detentores de reconhecido mérito acadêmico, dotados de um grande capital intelectual, que buscam oportunizar educação para tantos usuários de forma gratuita não podem receber bolsas de incentivo pelos seus incansáveis trabalhos acadêmicos, sempre pautados na lei? Ao invés de sofrerem críticas não deveriam ser reconhecidos pelo seu esforço e dedicação e pelo que conseguem disponibilizar a população?

Esperando-se ter esclarecido em definitivo as questões levantadas na mídia, agradecemos a todos os jornalistas e blogueiros que se interessam pela verdade dos fatos, e que, de forma responsável, publicam esta nota com a versão oficial dos fatos.

Coordenação Geral da UNASUS

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte