Estado Maior | COLUNA

De volta

17/04/2019

O deputado estadual Fábio Macedo (PDT) retornou à Assembleia Legislativa. Como se nada tivesse acontecido, o pedetista foi à sessão na Casa normalmente, ontem, após 30 dias afastado para tratamento de saúde.
Afastamento que se deu após o parlamentar se envolver em uma confusão na cidade de Teresina, no Piauí, que teve um músico agredido pelo deputado e um policial militar ameaçado de morte por ele.
Chama atenção como os deputados estaduais reagiram ao fato: fingindo que não aconteceu. Nem governistas e nem oposição fizeram qualquer menção de que iriam entrar com representação contra Fábio Macedo por quebra de decoro parlamentar, já que toda a ação truculenta do deputado foi gravada em vídeo e em áudio.
Macedo voltou sem ainda ter motivos para se preocupar quanto à postura que o PDT terá diante da confusão que ele causou. Assim como os deputados, a direção estadual da legenda fingiu que nada aconteceu.
O deputado pode voltar à sua cadeira na Assembleia sem ter a menor preocupação de que será investigado o que ele disse ao ameaçar de morte o policial militar.
É assim.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte