Política | Entrevista

Braide critica Flávio Dino por má gestão nas estradas maranhenses

Declarações foram feitas durante entrevista ao Ponto Final, da Rádio Mirante AM. Tema dominou discursos de oposição nos últimos dias na Assembleia.
Thiago Bastos03/04/2019 às 17h44
Braide critica Flávio Dino por má gestão nas estradas maranhensesRonaldo Rocha / O ESTADO

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) fez duras críticas ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) por, segundo o parlamentar, má gestão do Executivo quanto às estradas estaduais. Ele citou, em especial, a situação da MA-315 que foi recém-inaugurada com pompas pelo gestor comunista ligando os municípios de Barreirinhas e Paulino Neves e que está sofrendo com inundações e perdendo a camada asfáltica. As declarações de Braide foram concedidas ao programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, na manhã desta quarta-feira 3.

Para Braide, é necessário saber como são feitas as execuções destes serviços. “É preciso saber o que está acontecendo com estas obras. É papel do Governo [do Maranhão] fiscalizar os trabalhos. Não é porque é obra pública que não deve se primar pela qualidade dos serviços”, frisou o parlamentar.

Ainda segundo ele, o assunto será levado para discussão na Câmara dos Deputados, que conta com numerosa bancada aliada ao governador. “Se o projeto, nestas e outras estradas, foi mal feito, é preciso ser refeito. O que não pode acontecer é o povo pagar duas vezes pela mesma obra. Não podemos penalizar duplamente a população, que não tem nada a ver com estas questões burocráticas”, afirmou.

Além da MA-315, Braide também citou outras estradas que estão em péssimo estado de conservação, como a MA-014 (que interliga municípios da Baixada Maranhense) e a Estrada do Arroz (MA-387) que, de acordo com dados do próprio Governo do Maranhão, recebeu investimentos da ordem de R$ 55 milhões e que se rompeu com as últimas chuvas. “Nosso papel é fiscalizar estas e outras aplicações de recursos públicos e é o que estamos fazendo”, afirmou.

Policiais – Ainda na entrevista, Eduardo Braide também comentou a inércia do governo quanto às convocações do cadastro de reserva para preenchimento dos quadros da Polícia Militar do Maranhão (PM). Segundo o parlamentar, o governador desvaloriza o tema. “Enquanto o governador acelera prazos para aquisição de aditivos, deixa o assunto dos policiais para segundo plano”, disse. Braide lembrou que algumas pessoas se desvincularam de seus empregos na expectativa de serem chamados.

Sobre o assunto, na terça-feira (2), o governador Flávio Dino disse apenas que o cadastro de reserva do concurso da PM será chamado de “forma gradativa” e dependendo das disponibilidades financeiras do estado.

Sobre as estradas – Acerca das MAs citadas na reportagem, o Governo do Maranhão informou que as mesmas passarão por serviços de recuperação.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte