Cidades | DESCARTE INCORRETO

Lixo é descartado próximo ao Ecoponto do bairro Turu

Situação se repete há meses e é praticada por carroceiros e moradores do bairro, que não separam o lixo corretamente ao levarem ao Ecoponto e acabam descartando na rua
Igor Linhares / O Estado20/02/2019
Lixo é descartado próximo  ao Ecoponto do bairro TuruLixo é descartado nas proximidades do Ecoponto do bairro Turu (Biné Morais / O ESTADO)

Um amontoado de resíduos sólidos, entre materiais de construção civil e lixo orgânico, na esquina da Rua H, no Turu, chama atenção, pela proximidade ao Ecoponto do bairro, na Rua C. Sem conhecimento de que tipo de detritos levar para o reaproveitamento/reciclagem, e muitas vezes por descaso, carroceiros e moradores do bairro fazem o descarte aleatório, na via que fica perpendicular ao ponto de coleta. Segundo quem presencia a cena, a ação é resultado da falta de consciência e informação da população.

Parte de uma calçada na Rua H, esquina com a C, está tomada pela carga de sujeira, despejada quase diariamente, entre resíduos domésticos, entulho de construção civil e até materiais médicos. Segundo o carpinteiro Batista Cruz, que trabalha em uma obra próxima ao local há alguns meses, a ação já se tornou habitual e os “sujões” não hesitam em descartar o lixo na área, mesmo que perto de um centro de coleta de resíduos sólidos da Prefeitura de São Luís, responsável por toda a gestão de limpeza da capital.

“É cada vez mais comum carroceiros e moradores descartarem lixo aqui nessa área, quase em frente ao Ecoponto. As pessoas não têm nem vergonha desse tipo de ato. E o pior é que tudo é falta de consciência delas mesmas, já que não querem sequer ter o trabalho de separar o lixo direito para trazer ao Ecoponto aqui do bairro. Imagino que seja difícil para a Prefeitura ter que organizar tudo isso, pois já não basta oferecer uma destinação correta”, destacou Cruz. “Os sujões descartam aqui, na esquina, porque os funcionários do Ecoponto não aceitam o lixo misturado e também porque aí já seria demais”, ironizou.

De acordo com um ajudante do controle do recolhimento de materiais do Ecoponto Turu, Djalma Marques, a situação se perpetua pelo mesmo ponto que alegou o carpinteiro, que presencia a cena de descarte incorreto na região. “Carroceiros e moradores chegam aqui com lixo misturado, entre material médico e orgânico e outros, e querem entregar. Mas a gente não recebe dessa forma e então orientamos de que forma tem de ser, mas eles acabam jogando o lixo que trouxeram, e não recebemos, na rua mesmo, para não ter o trabalho de separar”, frisou.

Sobre o acúmulo de lixo na esquina da Rua H, com a Rua C, próximo ao Ecoponto Habitacional Turu, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana informou que enviará equipes ao local para verificar a situação e providenciar a limpeza da área. O órgão destacou que tem um mapeamento de todos os pontos de descarte irregular na área de abrangência do Ecoponto e que faz ações constantes de limpeza nestes locais.

O órgão informou, ainda, que realiza ações de educação ambiental frequentes para conscientizar a população sobre a importância do descarte irregular de resíduos sólidos. As ações são realizadas por meio da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza, que é voltada para o desenvolvimento da conscientização ambiental, visando provocar uma reflexão sobre a quantidade de resíduos gerados, os impactos dos resíduos descartados inadequadamente na cidade e o papel do cidadão na manutenção da limpeza urbana.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte