Política | PCdoB/Flávio Dino

Decisão de apoiar Maia beneficia partido de Bolsonaro

Apoio do PCdoB de Flávio Dino irá garantir controle das duas principais comissões da Câmara Federal pelo PSL
José Linhares Jr16/01/2019 às 15h50
Decisão de apoiar Maia beneficia partido de BolsonaroApoio do PCdoC de Flávio Dino a Rodrigo Maia irá ajudar a colocar partido de Bolsonaro no comando das duas principais comissões da Câmara Federal (Reprodução)

Após o apoio do PDT, o PCdoB também anunciou apoio à reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a Presidência da Câmara Federal. Apesar de ter integrado a base de apoio que ajudou Maia a se eleger em 2017, a decisão dos comunistas surpreendeu a militância do partido.

Rodrigo Maia já anunciou que deve auxiliar o governo de Jair Bolsonaro a aprovar seu pacote de reformas, entre elas a da Previdência. O PCdoB, pelo menos publicamente, se opõe às reformas.

Ainda no ano passado PDT, PCdoB e PSB haviam formulado um grupo parlamentar que prometia fazer oposição ferrenha a pautas consideradas mais à direita. Dos três, apenas o PSB ainda não declarou apoio a Maia.

Com a decisão, o PCdoB do governador Flávio Dino adere indiretamente ao PSL de Jair Bolsonaro. Acontece que Rodrigo Maia ofereceu ao PSL o comando de duas comissões importantes, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e Finanças, além da 2ª vice-presidência. O controle das comissões irá beneficiar diretamente o governo. O partido do presidente já havia declarado apoio a Maia duas semanas atrás. Dessa forma, o PCdoB já era ciente do acordo entre Maia e os bolsonaristas.

A presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, explicou a decisão do partido nas redes sociais o apoio a um candidato considerado de direita e aliado de Jair Bolsonaro. "O momento é de fazer composições políticas que permitam que nosso combate, debate de ideias e resistência possam se desenvolver".

A decisão do PCdoB, apesar de já ter acontecido na primeira eleição de Rodrigo Maia, despertou a fúria da militância na internet. Muitos ameaçando o partido com desfiliação.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte