Cidades | Dificuldades

Buracos prejudicam tráfego na Avenida M, no bairro Radional

Situação se estende por toda a avenida; em um ponto, uma cratera se abriu e está afetando a passagem de veículos, acometendo condutores a prejuízos
Igor Linhares / O Estado17/06/2018 às 10h02
Buracos prejudicam tráfego na Avenida M, no bairro RadionalBuracos deixam tráfego complicado no Radional (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Peças quebradas e pneus furados são alguns dos problemas aos quais estão sujeitos os condutores que trafegam diariamente pela Avenida M, no Conjunto Radional. A buraqueira tomou conta da avenida que tem exigido mais atenção dos motoristas, que precisam reduzir a velocidade para desviar das armadilhas que se estende por toda a via.

A estudante Gabriela Silva, 21, que reside no bairro há 15 anos disse que a situação da buraqueira não colabora com os novos ônibus adquiridos pela Prefeitura de São Luís, pois a situação estrutura da avenida, reduz o tempo que se poderia manter conservado o coletivo. “Os ônibus [novos] que passam por aqui já estão se acabando. A buraqueira prejudica muito que se tente manter o transporte conservado por mais tempo. A Prefeitura deveria tratar o problema raiz, que a situação de ruas e avenidas no mesmo estado que essa”, alertou.

Em parte da via, uma cratera se abriu ao entorno de um esgoto e já impossibilita que carros pequenos passem pelo local, tendo que cortar caminho e fazer a rota pela faixa contramão. “Os carros pequenos já não estão mais passando nesse buraco. O ônibus transita com dificuldade, mas alguns motoristas dos coletivos que fazem linha aqui, já estão adotando a faixa contramão”, afirmou a funcionária pública Débora Sousa.

No mesmo local em que se abriu uma cratera ao redor do esgoto, revoltados alguns moradores colocaram estacas com bandeiras e colocaram impressa sobre um papel, a frase “Arraial do Holandinha”, para chamar atenção do prefeito para que seja solucionada a situação.

A aposentada Luzia Cavalcante, 73, teme pelo risco de doença, em vista do acúmulo de água no buraco que se formou em frente a sua residência, tornando-se um ambiente propício para a proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue. “Prejudica a saúde da gente. Daqui a pouco está cheio de mosquito da dengue aí”.

Lixo

Outro problema pertinente na avenida principal do Conjunto Radional, é acúmulo de lixo em uma das partes da via.

Lixo doméstico, móveis e até animais mortos são espalhados próximo a uma parada de ônibus e em frente a academia pública instalada na praça do bairro.

Além da péssima condição estrutural da avenida para quem pratica exercícios físicos como caminhada, o lixo também afeta os praticantes, pois o mau cheiro é um ponto de reclamação dos moradores e atrai urubus e ratos.

De acordo com moradores, a Prefeitura de São Luís realizou uma limpeza na área no início do mês, e afixou placas alertando que é proibido jogar lixo no local, mas a situação persiste e afeta moradores que não fazem parte dessa forma irregular de descartar o lixo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.