Polícia | Assassinato

Suspeitos do assassinato de empresário de Barra do Corda ainda não foram presos pela polícia

Raimar Costa foi morto dentro do seu posto de combustível, no bairro de Altamira. Segundo a polícia, ele foi preso no ano de 2016 acusado de ameaçar policiais e instalar clima de terror no interior
27/01/2018 às 09h59
Suspeitos do assassinato de empresário de Barra do Corda ainda não foram presos pela polícia

A polícia, até na manhã de sábado, 27, ainda não tinha efetuado a prisão dos principais acusados pelo assassinato do agiota e pecuarista Raimar Costa Pinto, idade não revelada. Segundo a polícia, a vítima foi assassinada a tiros durante o fim da tarde dessa sexta-feira dentro do seu posto de combustível, localizado no bairro Altamira em Barra do Corda.

O caso está sendo investigado pela equipe da Delegacia Regional de Barra do Corda, sob a coordenação do delegado Renilton Ferreira. Ele declarou que o empresário foi surpreendido pelos criminosos e um dos tiros atingiu a cabeça. Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados, mas quando chegaram no local encontraram Raimar Costa sem vida.

O corpo do empresário foi removido para o hospital dessa cidade e ontem ocorreu o velório na residência dos familiares. O delegado também informou que Raimar Costa foi preso durante uma operação da Polícia Civil, que ocorreu no mês de agosto do ano de 2016, acusado de ameaças a policiais e terrorismo a vítimas, que suspostamente deviam dinheiro oriundo de empréstimos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte