Flávio Dino desmentido

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h34

O governador comunista do Maranhão Flávio Dino passou quase duas semanas cobrando da Polícia Federal a lista com os mais de 400 nomes de fantasmas nomeados em seu governo - como contratados ou serviços prestados - para receber sem trabalhar na Secretaria de Saúde.
Dino chegou mesmo a ofender, desqualificar e levantar suspeitas da integridade da Polícia Federal, ao jogar para a sociedade que a lista poderia ser falsa, assim como os fantasmas do seu governo.
Mas eis que o secretário de Saúde Carlos Lula foi a uma emissora de rádio alinhada ao Palácio dos Leões para dizer exatamente o que Dino queria manter às escondidas. Lula disse em alto e bom som que não apenas tem a lista com os 400 fantasmas como já está providenciando “um pente fino” para expurgar da folha os que apenas recebem no esquema que desviou R$ 18 milhões da Saúde.
O secretário de Saúde, portanto, desmentiu publicamente o governador, que fazia média diária, cobrando da Polícia Federal algo do qual ele já tinha conhecimento. Como se vê, o comunista passou o tempo todo fazendo jogo de cena sobre os fantasmas de sua gestão. Mas as mentiras têm pernas curtas.

O “Polvo”
Todas as etapas da operação Sermão aos Peixes levam nome de alguns dos peixes citados pelo padre Antonio Vieira no histórico “poema”.
Mas um dos nomes citados pela Polícia Federal, o “Polvo” ainda intriga os observadores do processo por trás das ações.
O polvo seria alguém com vários tentáculos, com influência no governo inteiro, mas que também assume o papel de traidor no sermão de Vieira.

Patriotas
As mudanças no PEN-Patriotas estão dando ao partido o feitio desejado pelo deputado federal Jair Bolsonaro no Maranhão.
Até agora controlada pelo ex-deputado estadual Jota Pinto, a legenda começa a receber membros da chamada União da Direita Maranhense, o braço bolsomínion na política local.
A tendência é que a UDM controle o PEN-Patriotas, inclusive com a candidatura do coronel Ribamar Monteiro ao Governo do Estado.

Só a luta...
Imagem feita e acabada do que é o PSTU no Maranhão, o sindicalista Marcos Silva está afastado da política.
Descarta qualquer possibilidade de concorrer ao governo e diz aos aliados que quer ficar fora do debate político.
Para muitos, porém, a postura arredia de Silva tem a ver com as suas boas relações com o governo comunista de Flávio Dino.

Holandistas
Os partidos vinculados mais ao prefeito Edivaldo Júnior que ao governador Flávio Dino realizam suas convenções neste fim de semana.
O PDT, que tem o prefeito como filiado, recebe no sábado lideranças nacionais da legenda e dirigentes de vários outros partidos.
Já o PTC, comandado pelo pai de Júnior, o deputado estadual Edivaldo Holanda, faz seu evento nesta sexta-feira, para definir seu rumo eleitoral no estado.

Desrespeito
Pegou mal a articulação de alguns deputados estaduais em torno de uma eventual sucessão no comando da Assembleia Legislativa.
A movimentação levou até a uma chamada de atenção do presidente em exercício da Casa, Othelino Neto (PCdoB).
Neto afirma que não há hipótese de o presidente Humberto Coutinho renunciar, o que torna inútil - e desrespeitosa - a movimentação dos colegas.

Outros nomes
Dedicado exclusivamente à disputa pelo comando da Prefeitura de Bacabal, desde 2016, o deputado Roberto Costa (PMDB) não se mostra convicto a novo mandato na Assembleia.
Tanto que seu grupo - que tem como líder o senador João Alberto - já trabalha os nomes de Assis Filho e André Campos para uma eventual candidatura.
Campos comanda a Funasa no Maranhão e Assis é secretário nacional da Juventude no governo Michel Temer.

DE OLHO

R$ 5 milhões Foi quanto o governo Flávio Dino repassou a prefeituras cvinculadas ao notório deputado Josimar de Maranhãozinho, em troca do PR

E MAIS

• O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho, segue com acompanhamento médico intensivo em sua casa, em Caxias.

• Não parece ser a pretensão do deputado Edivaldo Holanda convite público ao governador Flávio Dino para o encontro do PTC, nesta sexta-feira.

• Foi uma festa popular a posse do prefeito de Dom Pedro, Alexandre Costa, com a presneça de lideranças de peso da política maranhense.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.