O Mundo | Terror

Kremlin chama de ''terrorismo telefônico'' onda de ameaças

As autoridades da Rússia estimam que 150 mil pessoas foram retiradas nos últimos três dias de diversos edifícios, entre organismos oficiais, escolas e shoppings
15/09/2017

MOSCOU - O Kremlin qualificou de "terrorismo telefônico" a onda de ameaças de bomba que ocorrem há vários dias na Rússia e que obrigaram as autoridades, ontem, a esvaziar edifícios governamentais e shoppings em São Petersburgo.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte