Política | Rodovia

Com obras paralisadas, BR-135 terá mais R$ 82 milhões para duplicação de novo trecho

Bancada federal do Maranhão destinou dinheiro de emenda para que o trecho de Bacabeira a Miranda do Norte seja duplicado; o primeiro trecho, cujas obras foram iniciadas em 2012, está com os serviços paralisados
Carla Lima Subeditora de Política08/06/2017 às 11h27
Com obras paralisadas, BR-135 terá mais R$ 82 milhões para duplicação de novo trechoSenador Roberto Rocha se reuniu com presidente do TCU para buscar solução para impasse técnico que paralisou os serviços na rodovia

A bancada maranhense na Câmara Federal destinou mais R$ 82 milhões para obras na BR-135. A verba será destinada à duplicação do trecho entre Bacabeira e Miranda do Norte que é de 104km. A duplicação do primeiro trecho de São Luís a Bacabeira ainda não foi concluído.

Na verdade, essa obra de duplicação – iniciada em 2012 – está paralisada. Segundo informou o senador Roberto Rocha (PSB), o motivo é um problema técnico que envolve as empresas contratas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Um tipo de material a ser usado pelas empresas e, o consequente aumento no valor da obra, pode incorrer em infração prevista no TCU.

Por isso, o senador se reuniu com o presidente do tribunal de contas, Raimundo Carreiro, para que as partes envolvidas nesse impasse técnico possam chegar a um consenso e, assim, dá prosseguimento a obra.

“Mostrei ao ministro os dados da questão e apelei à sensibilidade dele para termos uma posição técnica do órgão que possa pelo menos estabelecer a real situação jurídica, para que se busque a melhor solução técnica”, afirmou Roberto Rocha.

Obras – A previsão de conclusão da duplicação da BR-135 no primeiro trecho estava previsto para dezembro do ano passado. No entanto, não foi possível.

A bancada federal na Câmara já havia se reunido, em maio, com o ministro dos Transportes, Maurício Quintela, e a informação repassada aos deputados federais era de que o período chuvoso no Maranhão estava atrapalhando o andamento das obras.

“A bancada na Câmara não tem medido esforços, uma vez que destinou emendas parlamentares para este fim. Estamos unidos em prol do Maranhão e não podemos retroceder”, afirmou Rubens Júnior, coordenador da bancada federal do Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte