Opinião | Artigo

A tecnologia como aliada

24/09/2016

Em 1948, quando o médico Ludwig Guttman, neurologista judeu alemão que escapou do nazismo fugindo para a Inglaterra, tratando de mutilados da 2ª Guerra Mundial, teve a ideia de distrair soldados sob seus cuidados com alguns jogos - dardo, sinuca e um tipo de boliche - não poderia imaginar a dimensão que ganharia aquela inovadora forma de tratamento. Imediatamente dr. “Poppa”, apelido pelo qual era conhecido, percebeu a reação dos soldados com melhora substancial do humor, além de fisicamente. Nestes primeiros jogos, haviam apenas 16 atletas, 14 homens e duas mulheres. Nos anos seguintes, ele promoveu e estimulou a competição.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte