Talento

Rapper maranhense Joier é destaque na internet

Artista traz da experiência pessoal influência para fazer rimas e conquista internautas de todo o Brasil; ao que tudo indica, este ano sairá o seu primeiro EP

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h51
Joier se destaca na internet
Joier se destaca na internet (Joier)

É da Vila Embratel que uma voz ecoa ao som de uma batida frenética, rimas e poesias que falam de amor, fé, segurança e temas que beiram a experiência pessoal. Joier, um dos fortes novos nomes do rap maranhense, faz da sua geografia um palanque para promover seus discursos musicais e tem atraído uma legião de fãs, tanto no entorno da capital quanto pela internet. Pelas redes sociais, ele já é reconhecido pelo trabalho que se dispõe a fazer e em seu canal no YouTube tem vídeos que ultrapassam as 100 mil visualizações.

Joier é, na verdade, Jolberth Wanderson Tavares Ribeiro. Apelidado de Joe ainda na infância, ele preferiu dar uma nova sonoridade ao nome e adota o nome artístico de Joier. Aos 21 anos, ele é criador da banda IlhaClãn e um dos fundadores da Batalha na Praça (antiga Batalha da Deodoro), que consiste em disputas de rap na referida praça.

O rap, aliás, surgiu em sua vida ainda na infância. Ele relembra que em seu bairro existia um grupo chamando “Instinto Cruel” que o fez ter os primeiros contatos com as rimas. É de grupos e artistas como MV Bill, Racionais MC e 509-E, que ele buscou extrair as primeiras influências. “[Eles] foram trilhas sonoras da minha infância e de muitos amigos e seguem assim até hoje”, comentou.

No entanto, Joier não encontrou apoio da família no momento em que decidiu que queria ser rapper. Nascido em um lar evangélico (ele já cantou em corais, mas não frequenta atualmente nenhuma igreja), os pais foram relutantes em aceitar a decisão do filho. “No começo eles não me ajudaram, mas indiretamente, me ensinaram desde cedo a acreditar no que eu amo e seguir. É aquela frase ‘acreditar no seu sonho é meio caminho andado’”, disse.

Até hoje os pais ainda são resistentes quanto a decisão de Joier, mas o apoiam por ver sua motivação em seguir adiante. “Talvez, por ver minha vontade e que isso é o que quero de verdade, eles estão me apoiando mais”, ressaltou. O pai é responsável pela manutenção de uma rede de supermercados e sua mãe é microempresária. Ele ainda tem mais outros dois irmãos.

Internet -

Como forma de investir na carreira e no conhecimento pessoal. Joier traz no currículo vários cursos profissionalizantes, dentre eles o de Design e Marketing que o ajuda a criar sua marca na internet. É ele quem grava e edita os vídeos que publica no YouTube para dar visibilidade a sua arte. “Tento por meus trabalhos no máximo de redes sociais. O YouTube e o Facebook são bem importantes pra mim. Já cheguei a ter cinco mil acessos em 24h sem ser dia de lançamento. Isso é muita coisa pra realidade local. Quando comecei via artista daqui com músicas com menos de 100 views em músicas no YouTube e ficava pensando ‘não quero isso pra mim, quero mais’. Então estudei como fazer esse jogo virar e hoje fico muito feliz com a repercussão que tem a cada lançamento”, disse.

Do repertório de Joier, cinco músicas chamam atenção pela repercussão na internet. É o caso de “Vivo”, “Qual é o Mal?”, “Perigo$a”, “Chapa” e “Memo Neguim (feat. Mano Jordan)”. Juntas, elas ultrapassam as 150 mil visualizações no YouTube e fazem do rapper o maranhense mais visto neste segmento. Segundo ele, está bem próximo de sair um EP com suas músicas já divulgadas na web. “Já preparei EP várias vezes, só que penso muito e não lanço. Quero entregar um trabalho legal para o público e acho que agora está cada vez mais perto”, frisou.

Para compor, Joier busca influência do que está ao seu redor. Seja uma situação ou um artista que tem escutado com frequência – no momento, sua playlist é formada por artistas como Nectar Gang e Felipe Ret, além dos maranhenses Nathalia Ferro e Emilio Sagazrock. “A inspiração vem quando eu menos espero. Estaria mentindo se falasse que a qualquer hora posso escrever um som. Não é bem assim. Alguma música me inspira, uma batida, um momento, não tem lugar certo pra inspiração”, enfatizou.

Reconhecimento

Apesar de estar conquistando os internautas, Joier enfrenta um problema já conhecido de muitos artistas locais: a falta de investimento. Para ele, é preciso trabalhar com o que tem para driblar os percalços, pois reclamar seria perda de tempo. “Ninguém é visto de um dia pra noite. Com calma e trabalhando direitinho chegaremos lá. Acho que a união da galera está sendo muito importante. Um grupo vai levando o outro e isso era o que estava faltando aqui. Tem muita gente boa no jogo e quanto mais qualidade melhor”, disse.

Joier é costumeiramente encontrado na Batalha na Praça (Benedito Leite), um encontro de hip hop organizado pela IlhaClãn (crew responsável pelos eventos e lançamentos de alguns grupos) a cada 15 dias em toda sexta-feira. Essa “batalha” era realizada na Praça Deodoro, mas por conta da falta de segurança do local e por, em certa ocasião, um morador de rua ter sido assassinado próximo ao público que assistia a apresentação foi necessário a migração para a Benedito Leite. “A Batalha Na Praça é um projeto nosso pra divulgação do hip-hop local. Além dos duelos de MC’s, sempre rola um pocket show com algum grupo ou artista local e encontro de b-boys e um grafiteiro é convidado para grafitar”, relatou o rapper.

Embalado por suas rimas, o maranhense ainda enfatizou que o rap mudou sua forma de pensar e amadureceu bastante. “Sou muito grato a toda a vivência proporcionada pelo rap, as amizades, os lugares que conheci, os palcos que cantei. Todo dia eu aprendo a ser um homem melhor. O rap tem esse dom de ensinar”, disse.

Para este ano, Joier pretende gravar novos clipes de suas músicas, fazer novos sons e festejar bastante ao som do rap. “Quero viajar bastante e lançar também meu primeiro EP em março e finalizar um álbum até dezembro e quem sabe estourar ainda esse ano né? Ia ser nada mal”, finalizou. O EP será intitulado de “ST 314” e produzido por Gugs.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.