Segurança

Servidores denunciam que Disque-Denúncia agora está funcionando precariamente

Atual gestão da Secretaria de Segurança Pública do Estado é acusada de impor redução e atraso salarial, descumprir direitos trabalhistas e extinguir serviços
26/08/2015

Funcionários que trabalham atualmente no Disque-Denúncia (e cujos sigilos de identidade foram mantidos, por temerem represálias) alegam que estão com os salários atrasados desde o início deste ano. De acordo com os servidores entrevistados por O Estado na tarde de ontem, além do atraso no repasse dos vencimentos, pessoas demitidas do serviço em maio deste ano ainda não receberem, até hoje, os direitos trabalhistas garantidos por lei (como valores de rescisão e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS).
Ainda segundo os servidores, as “pressões” relatadas por eles começaram a ser feitas pela atual gestão da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP) em janeiro deste ano, quando houve um corte de 50% na folha de pagamento dos funcionários. A medida teria sido uma forma encontrada pela pasta do Governo do Estado para que os integrantes do Disque-Denúncia pedissem demissão.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte