Operação

Presos suspeitos de aliciar menores de idade a participar de rituais com atos criminosos no interior

A prisão foi realizada em Vitória do Mearim e no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Imirante.com

O material apreendido durante a operação Occultus, em Vitória do Mearim.
O material apreendido durante a operação Occultus, em Vitória do Mearim. (Foto: Divulgação)

VITÓRIA DO MEARIM - No Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, 18 de maio, a Polícia Civil deflagrou a operação Occultus com o objetivo de desarticular um grupo suspeito de aliciar menores de idade a participar de rituais com atos criminosos no interior do Maranhão, principalmente, em Vitória do Mearim.

Leia também em: 

Atento aos sinais: 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Adolescente suspeita de ato infracional ao crime de feminicídio será transferida para Funac da capital

A polícia informou que durante o cerco duas pessoas foram presas por determinação do Poder Judiciário como ainda houve apreensões de dois computadores, dois tabletes, 11 celulares, pendrives, cadernos de anotações e outros objetos que serão periciados. O material apreendido e os detidos foram levados para a Delegacia Regional de Viana. 

Ainda segundo a polícia, ficou constatado que há um grupo criminoso suspeito de utilizar criança e adolescentes em rituais com viés criminoso e tendo a utilização de drogas ilícitas, bebidas alcoólicas e atos sexuais.

Os presos são investigados pelos crimes de associação criminosa, induzimento ou instigação ao suicídio, charlatanismo, violação sexual mediante fraude, uso compartilhado de drogas ilícitas com menores de idade, servir ou ministrar bebida alcoólica para criança e adolescente.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.