Justiça

Ministério Público recomenda cancelamento de show de João Gomes no município de Timon

Artista foi contratado por R$ 400 mil, diz instituição; cidade ainda encara reflexos da Covid-19.

Imirante.com

- Atualizada em 07/12/2022 às 00h46
Show do cantor João Gomes em Timon está marcado para 21 de dezembro.
Show do cantor João Gomes em Timon está marcado para 21 de dezembro. (Reprodução / Instagram)

TIMON - O Ministério Público do Maranhão (MPMA) recomendou à Prefeitura de Timon, cidade a 450 km de São Luís, o cancelamento do show do cantor João Gomes, marcado para o dia 21 de dezembro. De acordo com o MPMA, o artista foi contratado por R$ 400 mil, e essa ação poderia causar um impacto financeiro negativo nas contas do município, que ainda enfrenta os reflexos da pandemia da Covid-19.

A recomendação do Ministério Público foi assinada pelo promotor Sérgio Ricardo Souza Martins. Caso a Prefeitura de Timon insista em promover o show de João Gomes, o MPMA vai ingressar com uma ação na Justiça.

Em entrevista à TV Mirante, o secretário de Governo de Timon, Sidney Sampaio, disse que os recursos para o show de João Gomes já haviam sido garantidos e negou que o evento possa causar uma crise financeira no município. "É um valor inclusive abaixo do mercado. Nós entendemos que a pandemia está controlada no município, nesse momento não é necessário nenhum tipo de medida mais restritiva", afirmou Sidney.

Para a 5ª Promotoria de Justiça Especializada - Patrimônio Público e Probidade Administrativa, para usar o argumento de que Timon já não vive mais um cenário pandêmico, a Prefeitura teria que declarar que o município é o primeiro do país a estar livre por completo da pandemia da Covid-19.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.