(Divulgação)

COLUNA

Estado Maior
Notas sobre a política local, regional e nacional.
Estado Maior

PDT tira Osmar e coloca de volta Penha na direção municipal

Postura de oposição do senador Weverton Rocha e fortalecimento do partido em São Luís para 2024 são os motivos para a mudança de comando.

Ipolítica

Osmar Filho não passou um ano como presidente municipal do PDT; Raimundo Penha volta para o comando da legenda em São Luís
Osmar Filho não passou um ano como presidente municipal do PDT; Raimundo Penha volta para o comando da legenda em São Luís (Divulgação)

SÃO LUÍS - O PDT de São Luís está de novo sob o comando do vereador Raimundo Penha. A decisão, que retirou o deputado estadual Osmar Filho da presidência municipal da legenda, foi da direção nacional e ocorreu na semana passada. E são, pelo menos, dois motivos para esta mudança.

A primeira é o próprio desconforto de Osmar Filho diante da postura cada vez mais incisiva de oposição do senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT, em relação ao governador Carlos Brandão (PSB).

Osmar Filho é da base aliada do comandante do Palácio dos Leões e as críticas do senador tem deixado o deputado estadual, de certa forma, em situação desconfortável. Até junho deste ano, Osmar não se preocupava com isto, porque Rocha se mantinha tímido em relação ao governo maranhense.

Outro motivo é a própria sobrevivência do PDT em São Luís. O partido já sabe que vai perder dois vereadores (Nato Júnior e Pavão Filho) ficando somente Raimundo Penha para a disputa proporcional em uma eleição que cada chapa terá até 32 candidatos, que precisam ter potenciais de votos para garantir vaga na Câmara Municipal.

E para formar um partido forte para a disputa proporcional em 2024, o PDT precisa estruturar suas bases e Osmar Filho não vinha fazendo isto. Ele estava ocupado com outros “afazeres” da vida política. A Assembleia Legislativa e também o seu grupo político em Cajari, onde a sua mãe foi prefeita e o pedetista deve lançar candidato aliado.

Osmar deixou o PDT de São Luís largado e Raimundo Penha, que estava como presidente municipal até novembro do ano passado, precisará focar na organização da legenda para sobrevivência da sigla e a sua no legislativo municipal.

Além de ser forte para o pleito de vereador, Weverton Rocha já deixou claro que quer um PDT forte para conseguir sentar à mesa de negociações para o apoio na eleição para a Prefeitura de São Luís.

As opiniões, crenças e posicionamentos expostos em artigos e/ou textos de opinião não representam a posição do Imirante.com. A responsabilidade pelas publicações destes restringe-se aos respectivos autores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.