Simplício Araújo

10 reflexões importantes para empreendedores em 2023

A Hora exige uma uma auto-análise de seus verdadeiros propósitos, pontos fortes e suposições, para não comprometer os negócios e o estilo de vida. Ajustar o plano de negócios e pessoal e não transformar sonhos em pesadelos.

Simplício Araújo

Simplício Araújo é analista de sistemas e negócios
Simplício Araújo é analista de sistemas e negócios (Ipolítica)

Muitos amigos da iniciativa privada me pedem opiniões sobre a economia, perspectivas de negócios e do Brasil nos próximos anos.

Sobre a economia, as projeções indicam que o PIB brasileiro deve crescer 3,0% em 2022, impulsionado por estímulos fiscais e pelo setor de serviços, que se beneficiou do processo de reabertura da economia.

No entanto, dados recentes indicam que os fatores propulsores desse crescimento já mostram sinais de esgotamento, corroborando, na visão quase unânime de analistas e economistas, para uma desaceleração da atividade econômica. Para 2023, as restrições financeiras se intensificarão na margem, e a projeção dos para crescimento do PIB de 0,7%, graças ao desempenho do setor agropecuário, que deve mostrar forte crescimento de 6,6%, contribuindo com 0,5 pontos percentuais, em média, para o crescimento do PIB no ano.

Já sobre as perspectivas de negócios, muito pode ser colocado dependendo de cada segmento empresarial, mas dez reflexões que aponto abaixo, são inerentes a todos que empreendem nesse país. A Hora exige uma uma auto-análise de seus verdadeiros propósitos, pontos fortes e suposições, para não comprometer os negócios e o estilo de vida. Ajustar o plano de negócios e pessoal e não transformar sonhos em pesadelos:

1. Buscar fontes de informação confiáveis.

Sair de grupos de WhatsApp sem informações confiáveis, de fontes claras e com embasamento. Compreender que a imprensa também nem sempre traduz exatamente o que acontece, ela opina e tenta explicar pela ótica de quem escreve, e nem sempre quem escreve é um especialista. Acima de tudo saia, ou silencie, grupos de WhatsApp com intuito meramente político, a maioria que apenas “manter a sua torcida” até a próxima eleição.

2. Identificar e focar o que você faz de melhor, ter plano real e exequível, para chegar ao objetivo.

Conceber e manter um negócio, produzir ou inventar algo é sempre apaixonante e ninguém faz isso sem mergulhar de cabeça, mas não é fácil alavancar recursos, fazer gestão e escalar dando projeção para chegar ao Sucesso. A decisão de encarar os desafios ou trabalhar a ideia com parceiros ou com alguma empresa já bem estruturada financeiramente, sempre deve ser bem analisada. Uma boa ideia só traz felicidade, realização e rentabilidade quando sai do papel.

3. Avalie seus recursos e fontes de financiamento

Você pode ter a melhor ideia do mundo, conceber o melhor produto, mas o financiamento para desenvolver é sempre o maior desafio, principalmente em soluções disruptivas que exigem altos investimentos e mais tempo do que se imagina para colocar em pé a ideia. Ainda assim, Sempre se encontra algo satisfatório que seja mais acessível e menos doloroso, uma análise realista sobre aportes, captação de capital e investidores com segurança para ambas as partes é a alma de qualquer negócio.

4. Falar é fácil, não faça nada baseado em boatos. Explore seus pontos positivos.

Parecer ser bom e ser bom não é a mesma coisa. Muita gente fala sobre oportunidades e negócios fáceis e rápidos, alguns sem um “case” para chamar de seu. Considere mais o que você enxerga que o que os outros lhe aconselham, sua experiência e visão sempre levarão você mais longe. Considere também trabalhar em silêncio, as vezes é melhor planejar mais e entender as nuances em torno da ideia e das soluções necessárias.

5. Foque em novos negócios e novos mercados

É importante buscar oportunidades novas ou emergentes em novos mercados, ou escalar seu negócio com novas tecnologias. 
O tempo é essencial, portanto , responder rapidamente as mudanças sempre melhora as chances de sucesso no mercado. Sofre menos quem se adapta mais rápido ou chega primeiro, no passado o tempo favorecia a cópia de negócios com mais sucesso, hoje a queda em determinados segmentos é mais rápida que o tempo de aprender sobre eles.

6. Invista na capacidade de superar seus concorrentes ou copiadores.

Na vida nada se cria, tudo se copia, isso é uma verdade quase totalitária. Sem dúvida alguma, sempre haverá alguém com mais capacidade, localização mais privilegiada, mais dinheiro ou condições de levantar recursos, uma ideia boa precisa ter uma estratégia melhor ainda, e quando possível registros de patentes ou propriedade intelectual, contratos de confidencialidade, segredos comerciais e aprimoramento continuo de processos.

7. Network é dinheiro, use com meta!        

Um plano de negócios ou uma ideia não supera uma rede de relacionamentos com especialistas experientes. Uma conexão certa pode te levar mais rápido e mais longe, pessoas influentes e presença correta nas redes sociais podem te garantir todo o suporte para ganhar mercados e ter sucesso nos empreendimentos. Mas Não vá achar que basta aparecer e você vai conseguir bons resultados. Foque em resolver a “dor” dos clientes que você já tem, eles sao a parte mais valiosa, podem te ajudar a melhorar o que não está dando certo ou atrair novos clientes.

8. Um MVP ajuda a rentabilizar, adequar, escalar, testar sua ideia e sua capacidade de gestão nos riscos.

MVP é a sigla que representa o Mínimo Produto Viável – em inglês, Minimum Viable Product. De um jeito simples, podemos definir o MVP como uma versão enxuta de uma solução, que contém apenas suas funcionalidades básicas. Pode ser um software, serviço, produto físico ou digital. Mesmo que você tenha o melhor Business Plan(Plano de Negócios), ele se tornará obsoleto quase instantaneamente, podendo afetar sua empolgação e lhe trazer desânimo. Um negócio na mesa de jantar ou na boca dos outros é sempre distante da realidade. Os custos, demandas e margens só são reais quando o negócio está em andamento, por isso é importante rodar um protótipo ou iniciar pequeno para moderar a paixão inicial com mais visão prática.

9. Faça parcerias e planeje capacitações.

Você sempre pode e deve se capacitar para gerenciar, buscar mercado e clientes, caso ainda não domine bem esses temas. Mad parceiros corretos podem lhe transferir esse “now-how” ao tempo em que lhe fornece soluções e tornam sua ideia ou produto bem sucedido, sem descartar a ideia de ter novas certificações e habilidades. 
Tentar fazer tudo pode levar ao desgaste na hora de lidar com mudanças e adequações na ideia principal do negócio.

10. Você também tem que ter preparo físico, emocional e mental.

Tempo com a família, cuidados com a saúde, leituras, solidariedade, voluntariado de causas humanitárias, eventos e encontros sociais, prática de esportes e atividades físicas são fundamentais para nos ajudar em qualquer circunstância. 
2023 pode ser mais leve e mais prazeroso se houver equilíbrio entre o trabalho(onde ninguém está livre de decepções, perdas, traições, jornadas de viagens, horários e alimentação desregrados, além de estresse físico e mental) e atividades que ressignifiquem as nossas vidas.

Todo negócio é sempre muito pessoal, na concepção, início e administração, por isso, vá pra cima e faça o que deve ser feito, não espere que uma consultoria ou um plano de negócios de alto custo tenha o poder de tirar do papel a sua ideia. Nenhum especialista terceirizado vai escrever melhor que você mesmo o seu pensamento.

Só muita dedicação, entusiasmo, bons Insigths, informações de fontes confiáveis, amizades, bons relacionamentos e acima de tudo muito, muito trabalho mesmo, vai trazer resultados ao seu sonho. SIMbora?

Simplício Araújo 
Analista de Sistemas e Negócios

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.