Sílvo Antônio

Dificuldades do Governo Lula em apenas 15 dias

Muitas são as ações que obrigam o Presidente a voltar atrás, depois das péssimas repercussões, principalmente no mercado financeiro. Citaremos apenas algumas.

Sílvo Antônio

- Atualizada em 18/01/2023 às 11h07
Sílvio Antônio é pastor evangélico
Sílvio Antônio é pastor evangélico (Ipolítica)

Devido à forte blindagem por parte do STF, da grande mídia e da militância da esquerda para mostrar à população que tudo vai dar certo, é preciso ter coragem para falar das dificuldades que o Presidente Lula, enfrenta em apenas 15 dias de Governo. Mas, faz- se necessário, ressaltar que não está nada fácil para aquelas bandas. A equipe ministerial, que era de 23 ministérios no governo Bolsonaro, aumentou para 37, em sua maioria os ministros escolhidos não são técnicos, pelo contrário, vemos a volta da velha política de fatiar o governo pra agradar a todos em busca de apoio dos partidos e outros para agregar apoiadores de campanha.

Os atropelos, bem como o desencontro da equipe ministerial com o Presidente Lula já se tornam extravagantes para um curto prazo de tempo. Não concordam?

Muitas são as ações que obrigam o Presidente a voltar atrás, depois das péssimas repercussões, principalmente no mercado financeiro. Citaremos apenas algumas:

1. O Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, anunciou que o saque aniversário do FGTS acabaria. Tudo indica que nada estava acertado com o Presidente, o que fez o referido ministro voltar atrás em sua decisão;

2. O Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que a isenção do imposto federal sobre os combustíveis acabaria em dezembro. Com a repercussão negativa, o Presidente Lula foi obrigado a prorrogar a isenção por mais três meses;

 3. O mesmo Ministro Haddad, depois de receber o embaixador argentino para discutir a criação de uma moeda única para o Mercosul teve que recuar e desmentir devido ao forte impacto de queda no mercado financeiro;

4.  Também estão comentando por ai problemas com o passado de Daniela Carneiro, Ministra do Turismo, que está sendo acusada de ter ligações com milicianos (as fotos mostram proximidade com Juraci Prudêncio, conhecido como Jura, além de fotos com outros milicianos).

5. Decisões administrativas equivocadas também fizeram parte desses 15 dias. O governo editou medida provisória que retirou da Agência Nacional de Água a competência para regular obras de saneamento básico. Isso também causou preocupação no mercado, o que faz o Governo avaliar se volta atrás.

6. O Ministro da Casa Civil Rui Costa, sugeriu que empresas condenadas por corrupção, inclusive as envolvidas na Lava Jato, possam voltar a fazer obras para o Governo Federal em trocas de abatimento de multas a pagar por envolvimento em corrupção.

6. Lula prometeu na campanha isentar do Imposto de Renda quem ganhasse até 5 mil reais, e agora quem ganhar um salário mínimo e meio (R$ 1.903,99) vai ter que pagar.

São apenas 15 dias de governo, porém, o desencontro e desorganização da equipe ministerial são visíveis. Aguardemos cenas dos próximos capítulos!

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.