Denúncia

Vereador denuncia nepotismo e favorecimento em licitação na gestão de Eduardo Braide

Jhonatan Alves, do Coletivo Nós do PT, disse que secretária municipal de Assistência Social nomeou parentes e favoreceu empresa de amiga em processo licitatório.

Carla Lima/Ipolítica

- Atualizada em 30/11/2022 às 10h47
Jonathan Alves diz que existem irregularidades na Semcas
Jonathan Alves diz que existem irregularidades na Semcas (Fabricio Cunha / Agência Câmara)

O vereador Jhonatan Alves (Coletivo Nós- PT) apresentou denúncia nesta segunda-feira, 28, a Câmara Municipal de São Luís de casos de nepotismo e de favorecimento em quatro processos de licitação na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas). O discurso do petista foi adiantado pelo vereador de Paulo Victor.

Segundo o parlamentar do PT, a secretária municipal Ana Carla Furtado nomeou para cargos comissionados parentes. Na lista falada pelo petista estão a irmã de Furtado, Ana Cláudia Figueiredo Furtado, que desempenha a função de diretora técnica de serviços. Primo e um filho de um primo de Ana Carla Furtado também aparecem nesta lista com cargos comissionados na Semcas.

Além da denúncia de nepotismo, Jhonatan Alves falou também de um possível favorecimento em quatro processos de licitação para fornecimento de alimentos e fraldas. Os quatro contratos vencidos pela empresa Ad Infinitum, segundo o vereador, somam mais de R$ 1,7 milhão.

Além disto, ainda de acordo com o parlamentar, as fiscalizações e autorizações dos processos de licitação foram feitas pelos parentes de Ana Carla Furtado.

“Antes de lançar o edital de licitação, os proprietários da Id Infinitum já tinham conhecimento. Estes proprietários são amigos pessoais da secretária Ana Carla. Ela [secretária] já trabalhou com um dos proprietários da empresa na prefeitura de Paço do Lumiar na gestão de Bia Venâncio”, afirmou o petista.

O parlamentar disse ainda que o CNPJ da empresa vencedora da licitação não habilita a empresa a prestar os serviços previstos nos contratos.

Jhonatan disse, porém, que não tem todas as provas que mostrem irregularidade no processo licitatório. Mas sabe que a prática do nepotismo é evidente. 

“Não temos 100% das provas das irregularidades. Precisa ser investigado e este não é nosso papel. Mas o que posso confirmar aqui que o princípio da moralidade, previsto na Constituição, não está sendo respeitado nesta gestão na Semcas. É assim que estamos vendo a administração do prefeito Eduardo Braide”, disse Jonathan Alves.

A denúncia do vereador deverá ser encaminhado ao Ministério Público Estadual para ser analisada. Além disto, o parlamentar apresentou requerimento convidado Ana Carla Furtado para prestar esclarecimentos na Câmara Municipal.

O Imirante entrou em contato com a Prefeitura de São Luís sobre as denúncias feitas pelo vereador do Coletivo Nós. Até a publicação desta matéria não chegou a resposta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.