Estado Maior

Eleição da AL: dois deputados se movimentam em busca de apoio

Othelino Neto e Antônio Pereira estão em campo em busca de apoio dos colegas para tentar viabilizar candidatura a presidente da Assembleia Legislativa

Ipolítica

Antônio Pereira tenta viabilizar sua candidatura a presidente da Assembleia Legislativa
Antônio Pereira tenta viabilizar sua candidatura a presidente da Assembleia Legislativa (Divulgação)

Logo depois do fim do primeiro turno, alguns deputados estaduais eleitos correram para declarar apoio a Othelino Neto (PCdoB) para continuar sendo presidente da Assembleia Legislativa. Como havia ainda o segundo turno com disputa nacional, o governador Carlos Brandão (PSB) avisou os aliados que não queria tratar da eleição da mesa diretora da Casa.

Os governistas, então, recuaram e refizeram o discurso. Passou o segundo turno e o governador manteve o freio de mão dos aliados puxados em relação a eleição interna da Assembleia. A justificativa era de que precisava se concentrar na eleição da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). O objetivo era vencer sem adversários e sem divisão no grupo.

A eleição da Famem passou e o governador liberou os aliados que querem disputar a presidente da Assembleia para buscar votos e que aquele que se viabilizar, terá o apoio do Palácio dos Leões.

Dois nomes estão em campo desde o início da semana. Othelino Neto tem visitado deputados eleitos buscando apoio a sua reeleição. O outro que tenta se viabilizar é Antônio Pereira (PSB), que antes não tinha se manfestado como possível candidato a presidente da Assembleia Legislativa. Agora já tenta fortalecer seus nomes entre os seus atuais e futuro colegas.

Há ainda os rumores de um terceiro nome para a disputa que é da deputada eleital, Iracema Vale (PSB). Mas os deputados ouvidos pela coluna dizem que ela não está ainda conversando para garantir apoio.

Dos três nomes, o que tem maior desvantagem é Othelino Netoporque ainda há insegurança quanto a condição jurídica para ele voltar a disputar a presidência do parlamento devido ao entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) quando a reeleição da mesa diretora do Senado e da Câmara dos Deputados.

Vale ainda está tímida e Antônio Pereira fala que chegou a vez dele. Enfim, os três tem a missão de buscar o consenso conforme quer o governador Brandão. Resta saber quem terá esta condição. 

“Carta fora do baralho”?

Outro nome que chegou a ser cogitado como próximo presidente da Assembleia Legislativa foi o de Arnaldo Melo (PP).

No entanto, deputados têm dito que parece que ele é “carta fora do baralho”. Vale lembrar que Melo foi lançado como candidato por familiares de Carlos Brandão.

Ao que tudo indica, Arnaldo -que já presidiu a Casa - esperava que o Palácio dos Leões o colocasse como candidato de interesse do governador. Parece que não acontecerá.

Reconvocação

Os vereadores de São Luís convocarão de novo os quatro secretários do prefeito Eduardo Braide (PSD).

Eles querem explicações sobre as emendas parlamentares de 2021 já que no Tribunal de Contas do Estado(TCE), o orçamento de 2021 é dado como consolidado.

Segundo os parlamentares, não pode haver um orçamento consolidado se não houve o pagamento das emendas parlamentares. O total que deveria ser pago é R$ 18 milhões.

Afastamento

Após ouvir os secretários explicando os motivos para não pagar as emendas e porque o orçamento é dado como consolidado, os vereadores estudam a possibilidade de pedir o afastamento de Eduardo Braide.

No entendimento dos parlamentares, houve crime de responsabilidade do prefeito e ele cometeu improbidade administrativa por não pagar as emendas previstas na lei orçamentária do município.

Resta saber se os vereadores estão com razão. Se tiverem, fica a dúvida se o prefeito Eduardo Braide vai conseguir reverter a situação delicada dele na Câmara Municipal de São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.