Trincheira

Neto Evangelista e Yglésio mantêm oposição a Eduardo Braide em São Luís

Deputados estaduais foram adversários de Braide na eleição municipal de 2020, vencida no segundo turno pelo prefeito da capital.

Ipolítica

Neto Evangelista e Yglésio Moyses são deputados estaduais
Neto Evangelista e Yglésio Moyses são deputados estaduais (Divulgação)

SÃO LUÍS - Os deputados estaduais reeleitos Neto Evangelista (União Brasil) e Yglésio Moyses (PSB) têm mantido oposição ao prefeito Eduardo Braide em São Luís.

Desde o pleito municipal de 2020, quando ambos foram adversários de Braide no primeiro turno, os deputados levantaram debates e provocaram reações do chefe do Executivo Municipal, que tem a prerrogativa de disputar a reeleição em 2024.

Na última quinta-feira, com a informação de que a Prefeitura de São Luís enfrentava problemas de instabilidade e/ou interrupção do serviço de internet, Evangelista e Yglésio cobraram do prefeito uma solução aos beneficiários do Auxílio Brasil na capital, uma vez que o prazo inicial para a conclusão de dados no Cadastro Único, se encerrava nesta sexta-feira (14).

Tanto Neto quanto Yglésio denunciaram atrasos, por parte da Prefeitura, à operadora da internet que presta serviços ao Executivo. 

Leia também: Câmara de São Luís volta a debater transporte público

Críticas

Os dois cobraram Braide publicamente em entrevistas e em seus perfis em rede social.

“A Prefeitura de São Luís segue sem pagar internet, e com isso, famílias de baixa renda que dependem dos CRAS para atualizar cadastro correm risco de perder os benefícios. Caro Eduardo Braide, agora que você elegeu o seu irmão, já dá para pagar a net e parar de prejudicar as pessoas?”, escreveu Yglésio, ao fazer referência à eleição de Fernando Braide (PSC) para a Assembleia Legislativa.

Neto Evangelista também se posicionou sobre o tema e cobrou respostas sobre o tema.

“Por dever de ofício, informo que os CRAS de Slz estão sem internet e que as famílias que estão em revisão cadastral e são beneficiárias do PAB (auxílio Brasil) se não atualizar o cadastro até amanhã, perderão seus benefícios. A prefeitura de São Luís tem que agir com urgência”, escreveu.

Solução

Horas mais tarde, a Prefeitura de São Luís, por meio da Semcas, se manifestou sobre o tema e apontou a prorrogação de prazos para a atualização cadastral na capital.

“A Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) informa que o Ministério da Cidadania prorrogou, por mais 30 dias, o prazo para a atualização cadastral no Cadastro Único de benefícios sociais, dentre eles, o Programa Auxílio Brasil (PAB). A Semcas ressalta que a atualização cadastral é fundamental para assegurar que as famílias possam receber os benefícios. Mesmo com o prazo prorrogado, os pontos de atualização cadastral do CadÚnico funcionarão, nesta sexta-feira (14), em horário estendido: das 8h às 20h".

Braide não se manifestou sobre as cobranças feitas por Yglésio e Evangelista. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.