Investigação

Preso segundo suspeito de envolvimento em latrocínio registrado em farmácia de São Luís

A vítima foi assassinada a tiros no mês de abril deste ano e ainda teve objetos de valor levados pelos criminosos.

Imirante.com

- Atualizada em 12/07/2022 às 16h54
Flávio Mesquita foi morto a tiros durante o assalto.
Flávio Mesquita foi morto a tiros durante o assalto. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS -  A equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP) deu cumprimento de mandado de prisão, nesta terça-feira (12), contra Guilberth Riler de Jesus Silva, de 23 anos. Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de ter participado do assalto a uma farmácia, no Monte Castelo, em São Luís, que resultou na morte do inspetor mecânico Flávio Mesquita, de 45 anos, no dia 16 de abril deste ano.

Leia também em: 

Crimes de latrocínio sobem 25% no Maranhão em 2021, aponta Anuário de Segurança Pública

Suspeito de latrocínio na capital é solto pela Justiça, diz Polícia Civil

A Polícia Civil também informou que Guilberth Riler já tinha sido preso na semana passada na Ilha por roubo e está custodiado no presídio, em Pedrinhas. Nesta terça-feira, os policiais deram cumprimento a mandado de prisão em desfavor desse criminoso pelo crime de latrocínio que teve como vítima o inspetor mecânico.

De acordo com a polícia, Guilberth Riler é suspeito de ter atirado na vítima como ainda roubado a carteira e o celular. Ainda no dia 22 de abril, os policiais prenderem um outro envolvido desse crime, identificado como José Raimundo dos Santos Costa, também conhecido como ‘Bananeiro ou Baixinho’, de 29 anos.

A prisão ocorreu no bairro da Areinha. Esse detido é suspeito de dirigir a motocicleta que ajudou Guilberth Riler a fugir do local. Ele foi levado para a sede da SHPP, no Bairro de Fátima, onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, logo após, encaminhado para o presídio.

Latrocínio

Segundo a polícia, o crime de latrocínio aconteceu dentro de uma farmácia, no Monte Castelo e foi filmado pela câmera de segurança. A dupla criminosa chegou ao local em uma motocicleta. Um dos bandidos entrou de capacete na farmácia e anunciou o assalto.

Flávio Mesquita, que estava próximo ao balcão, foi baleado nas costas e morreu no local. Enquanto, os suspeitos fugiram levando a carteira e o celular da vítima. O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.