Morte violenta

Crimes de latrocínio sobem 25% no Maranhão em 2021, aponta Anuário de Segurança Pública

Segundo o anuário, em 2020, houve o registro de 75 latrocínios em todo o estado maranhense, enquanto, no ano seguinte, ocorreram 94 casos.

Imirante.com

- Atualizada em 04/07/2022 às 17h55
O subtenente da PM Israel Filho foi vítima de latrocínio, no ano de 2021.
O subtenente da PM Israel Filho foi vítima de latrocínio, no ano de 2021. (Foto: Reprodução)

MARANHÃO - O número de crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) aumentou cerca de 25% no Maranhão no ano passado em relação ao ano de 2020, é o que mostra o Anuário de Segurança Pública referente a 2021. O anuário se baseia em informações das secretarias de segurança públicas estaduais, pelas policias civis, miliares e federal, entre outras fontes oficiais da Segurança Pública.

Leia também em: 

Preso suspeito de participar do assassinato de subtenente da Polícia Militar do Maranhão

Maranhão registra queda nas mortes violentas em 2021 e alta em casos de latrocínio

De acordo com o anuário, em 2020, houve o registro de 75 latrocínios em todo estado maranhense, enquanto, no ano passado, ocorreram 94 casos, ou seja, apresentando um aumento de 19 casos.

Um desses atos criminosos ocorreu no dia 27 de dezembro, no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís e, de acordo com a Polícia Civil, tendo como vítima um trabalhador e pai de família, identificado como Genival Ferreira Costa, de 55 anos.

Ainda segundo a polícia, a vítima vendia água de coco em um quiosque na avenida dos Portugueses, no Anjo da Guarda. Um homem, não identificado, chegou ao local pediu uma água de coco e, logo após, anunciou o assalto.

Genival Costa ainda tentou fugir, mas, acabou sendo baleado no rosto e morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico no Socorrão I, no Centro. Enquanto, o suspeito conseguiu fugir e o caso é investigado pela Polícia Civil.

O subtenente da Polícia Militar, Israel Silva Nonato Filho, também foi vítima de latrocínio no ano passado. O crime ocorreu em um lava jato, no bairro do Coroado, na capital, no dia 16 de outubro. A Polícia Civil informou que uma dupla chegou ao local em uma motocicleta e abordou o militar. Os criminosos, além de atirar e matar o policial, roubaram o cordão, pulseira, documentos pessoais, celular e a pistola da vítima.

Em Bacabeira, interior do Maranhão, no dia 27 de março de 2021, o sargento da Polícia Militar, Marcelo Freire de Carvalho, foi morto durante a um assalto. Segundo a Polícia Civil, o militar estava com a esposa aguardando ser atendido em um churrasquinho quando foi abordado por dois criminosos.

Os criminosos avistaram um cordão de ouro que estavam no pescoço do sargento e, também, um volume na cintura dele, com características de ser um revólver. A vítima foi baleada e morreu ainda no local e o caso é investigado pela Polícia Civil.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.