Prisão

Preso suspeito de duplo homicídio em campo de futebol no Coroadinho

Homem foi detido nesta segunda-feira (4); polícia continua em busca de outros dois suspeitos.

Imirante.com

- Atualizada em 05/07/2022 às 00h54
Prisão ocorreu nesta segunda-feira (4).
Prisão ocorreu nesta segunda-feira (4). (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Um homem de 22 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (4), suspeito de ser um dos autores de um duplo homicídio em um campo de futebol no bairro Primavera Bom Jesus, na região do Coroadinho, em São Luís. O suspeito foi detido em uma operação da Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos da Policia Militar do Maranhão (DIAE/PMMA) na Vila dos Frades, também na região do Coroadinho.

Leia também: Adolescentes são mortos, e criança fica ferida após criminosos efetuarem disparos em campo de futebol

Os policiais militares identificaram e encontraram o suspeito com informações recebidas após o duplo homicídio. Após levantamentos, a polícia constatou ainda que há um mandado de prisão preventiva decretado contra o homem. Outros dois suspeitos de participação no crime foram identificados e estão sendo procurados.

Devido aos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão e foi apresentado na sede da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), no Centro de São Luís, para que as providências cabíveis fossem tomadas.

Entenda o caso

Os jovens Luís Fernando Abreu Fernandes, de 15 anos, e Josias Alberto Santos Diniz, de 16, morreram após terem sido atingidos por disparos de arma de fogo em um campo de futebol na Avenida Brasil, no bairro Primavera Bom Jesus.

De acordo com informações policiais, oito criminosos encapuzados chegaram ao Campo do Caranguejo e atiraram contra pessoas que jogavam futebol no local.

Luís Fernando morreu no local, e Josias Alberto chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Um terceiro jovem foi atingido com um tiro na perna direita e recebeu atendimento médico.

De acordo com informações do delegado Ivônio Ribeiro, da Superintendência de Homicídios e de Proteção à Pessoas (SHPP), os rapazes que jogavam futebol eram membros de uma igreja. A motivação dos crimes está sendo investigada.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.