Expo Indústria

Mais de duas mil pessoas participaram do Encontro IEL de Estágio, Carreira e Gestão 2022

Programação evidenciou negócios e oportunidades do mundo digital.

Publipost / Fiema

Encontro foi realizado na última quinta-feira (26), no auditório Darcy Ribeiro no Multicenter Negócios e Eventos. (Foto: Divulgação / Fiema)
Encontro foi realizado na última quinta-feira (26), no auditório Darcy Ribeiro no Multicenter Negócios e Eventos. (Foto: Divulgação / Fiema)

SÃO LUÍS – O Encontro de Estágio, Carreira e Gestão, que já é tradição no Instituto Euvaldo Lodi (IEL-MA), este ano, contou com a participação do artista e empresário Felipe Titto, que fez a abertura do evento com a palestra Carreira e mundo digital, na tarde dessa quinta-feira (26), no auditório Darcy Ribeiro no Multicenter Negócios e Eventos, antecedendo a programação da Expo Indústria Maranhão 2022.

A coordenadora regional do IEL-MA, Michele Frota, disse que o tradicional Encontro IEL de Estágio, Carreira e Gestão propõe um ambiente para reflexão e discussão de como aplicar novas tecnologias e modernizar as empresas, novos modelos de negócios, como fazer a gestão da carreira para alcançar um lugar de destaque, com dicas, informações e troca de experiências e conhecimento para uma vida de sucesso profissional. “Nessa edição, nós abordamos a transformação digital pela qual estamos passando e a importância de se criar um comportamento criativo para a inserção nesse mundo dos negócios digitais", explica.

Felipe Titto falou durante 1 hora para uma plateia ávida por aprender as dicas do influenciador digital, que hoje conta com quase 6 milhões de seguidores no seu perfil do Instagram. Ele contou como saiu de uma situação financeira difícil e alavancou a carreira com os meios digitais. Esta é a segunda vez que Felipe fala do assunto utilizando um formato de palestra mais didática.

“Nessa palestra eu utilizo novos slides onde as pessoas podem visualizar o conteúdo e aprender com mais assertividade. Falamos de posicionamento, de marketing, de digitalização do negócio, de gatilhos de vendas, de consumo. O que eu sempre aconselho é se reinventar e não seguir o singular, se pluralizar. É necessário que as empresas entendam a necessidade de se digitalizar e estudar o assunto é fundamental para alcançar o sucesso profissional”, assegura Felipe. 

Michele Frota, Edilson Baldez e Felipe Titto. (Foto: Divulgação / Fiema)
Michele Frota, Edilson Baldez e Felipe Titto. (Foto: Divulgação / Fiema)

As temáticas de criatividade, inovação, futuro do mundo do trabalho, foram abordadas nas palestras Profissional do ex-futuro: uma visão empreendedora para transformar, com professora Valeska Trinta, Competências Digitais e desenvolvimento profissional, com a professora Shirley Ribeiro e Agenda 2030, desenvolvimento sustentável e o futuro do trabalho, com o professor Raul Loiola.

Layne Martins, 20 anos, é estudante de economia e disse que não conhecia a história de Felipe Titto. “A história dele é motivadora. As dicas que ele deu foram bem importantes para termos uma noção de como começar a atuar nas redes sociais", afirma.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e diretor presidente do IEL, Edilson Baldez, fez a abertura do Encontro de Estágio junto com a coordenadora Michele Frota, e incentivou o público de estudantes a seguir no caminho dos estudos com comprometimento e munidos de informações atualizadas sobre o mercado de trabalho. “Por que eu sou apaixonado por esse evento? Porque eu vim do interior, da casa dos meus pais, e tive de ganhar a vida com muita luta. Primeiro, me formei como técnico de edificações, depois como engenheiro e comecei a trabalhar como professor. Desde cedo, eu participei da educação de muitos jovens. O papel do IEL é, assim como o meu naquela época, despertar para a vocação”, contou o presidente da Fiema.

Para o professor Raul Loiola, levar à discussão o desenvolvimento das competências sob um prisma de sustentabilidade para um púbico que está em evolução, foi bastante oportuno. “Estamos diante de uma geração que busca empresas que tenham um alinhamento com os seus valores e, discutir isso, apresentar quais são as diretrizes de uma agenda global, que é a agenda 2030, que propõe desafios e metas para garantir o desenvolvimento sustentável, é algo que vai impactar não somente a vida deles, mas as empresas onde eles vão trabalhar", diz.

Professor Raul Loiola. (Foto: Divulgação / Fiema)
Professor Raul Loiola. (Foto: Divulgação / Fiema)

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.