Eleições 2022

Dino diz não entender reação de Bolsonaro a "forças desarmadas" nas eleições

Ex-governador maranhense diz que declaração do presidente do TSE "é consentânea com a Constituição".

Gilberto Léda/ipolítica

Flávio Dino manifestou-se nas redes sociais
Flávio Dino manifestou-se nas redes sociais (Sérgio Lima/Poder360)

SÃO LUÍS - O ex-governador Flávio Dino (PSB) comentou, nesta quinta-feira (12), a reação do presidente Jair Bolsonaro (PL), durante live semanal, às declarações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, sobre a participação das Forças Armadas no processo eleitoral deste ano.

"Ainda não entendi a insatisfação com a declaração do Ministro Fachin, presidente do TSE. Alguém acha que não são as 'forças desarmadas' que devem conduzir a eleição? Declaração nada tem de ofensiva e é consentânea com a Constituição", escreveu Dino nas redes.

Também na quinta, o Fachin declarou que a Justiça Eleitoral está “aberta a ouvir, mas jamais se curvará a quem quer que seja” e que “quem trata de eleições são forças desarmadas”.

Na sua transmissão aos seguidores semanal, Bolsonaro afirmou que “ninguém” quer “atacar as urnas eletrônicas” ou a “democracia” e que que as Forças Armadas vão continuar com assento na Comissão de Transparência Eleitoral, formado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para aperfeiçoar o sistema de votação, enquanto a portaria que deu origem ao colegiado estiver em vigor.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.