Criminalidade

Líder de uma facção criminosa é preso acusado de homicídio na capital

A vítima também fazia parte de um grupo criminoso e, segundo a polícia, o crime foi motivado em razão de rivalidades entre os faccionados.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h04
O detido foi apresentado na sede da SHPP, na Beira-Mar.
O detido foi apresentado na sede da SHPP, na Beira-Mar. (Divulgação)

SÃO LUÍS - A polícia prendeu nesta quinta-feira (17), na capital, um líder de uma facção criminosa, nome não revelado, suspeito de ter matado Hailton de Jesus Rodrigues Araújo, o Café. O crime ocorreu no dia 9 de setembro de 2020, no bairro Vicente Fialho.

Leia também em:

SL registra média de um assassinato por dia no mês de fevereiro

Preso suspeito de participar do assassinato de subtenente da Polícia Militar do Maranhão

A polícia informou que a prisão foi em cumprimento de determinação judicial. O detido foi apresentado na sede da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, logo após, encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Ainda segundo a polícia, a vítima também fazia parte de um grupo criminoso que age na Grande Ilha e o homicídio foi motivado em razão da rivalidade entre os faccionados.

Mais prisão

Um proprietário de um lava jato, localizado na área da Cidade Operária, foi preso acusado da morte de José Carlos Mendes Silva, de 37 anos. O corpo da vítima foi encontrado em uma área de matagal enrolado em uma lona plástica, no bairro da Maiobinha, no último dia 9.

O caso é investigado pela SHPP. Segundo a polícia, o crime tem ligação com agiotagem e a vítima era credora do acusado. A motocicleta da vítima teve a sua cor e a placa adulteradas pelo suspeito.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.