Diagnóstico

Doenças inflamatórias intestinais: aprenda a reconhecer os sintomas

Geralmente, o diagnóstico consiste numa avaliação clínica.

PUBLIPOST

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h43
O médico explica que é necessário que o paciente tenha uma predisposição genética.
O médico explica que é necessário que o paciente tenha uma predisposição genética. (Foto: reprodução )

SÃO LUÍS - As doenças inflamatórias intestinais são representadas por duas doenças crônicas que provocam inflamação do intestino: a doença de Crohn e a retocolite. Ambas apresentam sintomas muito semelhantes, como dor abdominal, diarreia, febre, perda de peso, anemia ou intolerâncias alimentares, por exemplo, porém são doenças distintas.

"Ambas são entidades que envolvem a imunidade, em que o sistema imunológico do paciente age contra o intestino de forma a causar inflamação", explica o médico gastroenterologista endoscopista do Hospital São Domingos, Dr. Valbert Batista.

O médico explica ainda que é necessário que o paciente tenha uma predisposição genética e que, ao longo da vida, se expondo a alguns fatores, tem início o quadro inflamatório no intestino.

"Nas pessoas com doença inflamatória intestinal, perante a dieta industrializada da atualidade e alterações da flora intestinal, acontece uma ativação anormal da resposta inflamatória, que provoca danos às células do intestino, levando ao surgimento dos sintomas característicos da doença. Fatores genéticos, imunológicos, microbiota intestinal ou mesmo a dieta são algumas das causas da doença", completa o médico.

Diagnóstico

Geralmente, o diagnóstico consiste numa avaliação clínica, realização de endoscopia, colonoscopia, biópsias, exames radiológicos e investigação bioquímica.

"Nós não temos um exame que diga que a pessoa está com doença inflamatória intestinal. O primeiro passo é uma conversa, com história clínica minuciosa e, após a suspeita do médico, o paciente será encaminhado para uma série de exames, sendo a endoscopia e colonoscopia com biópsia os principais, seguidos de exames de imagem como enterotomografia ou enteroressonância. Somando todas essas informações, conseguimos fechar o diagnóstico do paciente", explica.

Ainda de acordo com o médico, existem dados que mostram que, em torno de 13 pessoas a cada 100 mil habitantes sofrem com doenças inflamatórias intestinais, somando a frequência das duas patologias. Portando, essas doenças não são raras, sendo diagnósticos frequentes no consultório do gastroenterologista.

Tratamento

As doenças inflamatórias intestinais são doenças crônicas, ou seja, sem cura. No entanto, há o tratamento e controle para minimizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

“Nós já temos à disposição várias medicações para o tratamento de ambas as doenças e a escolha do tratamento vai ser em conjunto, feito entre médico e paciente, a depender da gravidade e do estágio em que a doença de

Crohn ou retocolite se encontrem”, esclarece Dr. Valbert Batista.

Serviço de Endoscopia do Hospital São Domingos

O serviço de Endoscopia do HSD é um dos mais completos do estado do Maranhão, oferecendo aos pacientes diversos exames para a investigação de patologias do aparelho digestivo.
Com uma nova estrutura, mais ampla, moderna e completa, serviço dispõe de equipamentos de alta tecnologia e uma equipe multiprofissional, composta por médicos especialistas, anestesiologistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.