Novembro Azul

Novembro Azul: Hospital São Domingos alerta sobre diagnóstico precoce do câncer de próstata

Com o diagnóstico feito precocemente, as chances de cura da doença são de 98%.

Publipost/ Hospital São Domingos

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h12

Mês de novembro dá início às atividades da campanha novembro azul. A campanha mundial começou em 2003 na Austrália e alerta sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce de doenças que afetam a população masculina, como o câncer de próstata. Com o diagnóstico feito precocemente, as chances de cura da doença são de 98%.

Segundo o médico urologista do Hospital São Domingos, Dr. José Calixto, o câncer de próstata normalmente não tem sintomas, por isso, são importantes as consultas regulares ao urologista para a realização de exames, como o de sangue, conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico), e o de toque retal, para rastreamento e diagnóstico precoce da doença. Outros exames poderão ser solicitados se houver suspeita de câncer de próstata, como as biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise, guiadas pelo ultrassom transretal.

“Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA.”, explica.

Sintomas silenciosos

O câncer de próstata muitas vezes demora para apresentar sinais. Quando os sintomas da doença são percebidos pelos homens, geralmente o tumor já está em fase avançada, o que reduz a chance de sucesso do tratamento. Por isso a importância do diagnóstico precoce da doença. Os principais sintomas do câncer de próstata são: dificuldade para urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia e/ou à noite, diminuição do jato de urina, dor ou ardor ao urinar; presença de sangue na urina ou no sêmen.

Fatores de risco

• histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio;

• raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer;

• obesidade.

Tratamento

A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários aspectos, como estado de saúde atual, estadiamento da doença e expectativa de vida. No Hospital São Domingos, os pacientes contam com os serviços de Oncologia Clínica, Radioterapia e Cirurgia Robótica para o tratamento de câncer de próstata.

Cirurgia Robótica no tratamento co câncer de próstata

A cirurgia robótica é amplamente utilizada em procedimentos ligados à urologia, sobretudo nos casos de câncer de próstata, em que é necessário realizar a prostatectomia radical. A tecnologia está disponível no Hospital São Domingos.

"Essa alternativa, quando comparada com as convencionais, apresenta melhores resultados em termos cirúrgicos (condições pós-operatórias, tempo de recuperação e retorno às atividades) e funcionais (manutenção das funções erétil e urinária)", completa Dr. José Calixto.

Estima-se que entre 60% e 70% dos pacientes apresentam função erétil normalizada após a realização da cirurgia robótica, e os casos de incontinência urinária identificados são mínimos. Admite-se que em termos de tratamentos urológicos, a utilização da robótica será uma tendência e abrangerá todas as modalidades de intervenções cirúrgicas nessa área.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.