Estado Maior

Mais do mesmo em documento com declaração de apoio a escolha de Dino para 2022

Em reunião com o vice-governador Carlos Brandão, deputados estaduais reafirmaram apoio à candidatura do tucano em 2022

Imirante

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h51
Carlos Brandão recebeu documento com lista de 22 deputados estaduais que são favoráveis a posição de Flávio Dino na escolha pelo nome do vice=governador para disputar o pleito de 2022
Carlos Brandão recebeu documento com lista de 22 deputados estaduais que são favoráveis a posição de Flávio Dino na escolha pelo nome do vice=governador para disputar o pleito de 2022 ( Foto: Reprodução)

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) recebeu documento com os nomes de 22 deputados estaduais que apoiam a decisão do governador Flávio Dino (PSB) de escolher o tucano como candidatura ao governo pelo grupo palaciano.

O documento, que não tem a assinatura de todos os parlamentares listados, tem nomes que já haviam se posicionado publicamente a favor de Brandão como o líder do governo Rafael Leitoa (PDT) e Daniela Tema (DEM) além de Leonardo Sá (PL).

Além destes três, os demais já estavam ao lado de Brandão desde quando este se colocou oficialmente pré-candidato ao governo do Maranhão como os deputados do PCdoB Ana do Gás e Marco Aurélio.

De fato, o documento foi mais uma tentativa do grupo aliado do vice-governador de mostrar força nesta reta final para a definição do nome do candidato ao governo pelo grupo do governador Flávio Dino.

A ideia é cumprir um dos critérios da carta-compromisso assinada pelos aliados de Dino em julho deste ano durante reunião com lideranças partidária no Palácio dos Leões.

No mais, dos que estão na relação, não há qualquer novidade a não ser a indicação de que, em abril de 2022, quando assumir o governo, Carlos Brandão pode ter garantia de ter uma base aliada com 22 deputados na Assembleia Legislativa.

Pouco produtiva

Alguns aliados de Carlos Brandão avaliam como pouco produtiva a relação divulgada com deputados apoiadores do tucano.

Não somente porque estes parlamentares mais de uma vez já se posicionaram a favor de Brandão, mas por revelar que uma grande parte da Assembleia Legislativa não definiu ou não apoio posição do governador Flávio Dino.

Se antes Dino tinha cerca de 38 deputados a seu favor, atualmente o governador parecer contar com somente 22 segundo o documento divulgado.

Lista maior

A lista pode aumentar um pouco mais. O deputado do PV, Adriano Sarney, por exemplo, deve ser um dos parlamentares que apoiará Carlos Brandão em 2022.

Esta possibilidade existe porque nacionalmente o PV está em diálogo com PSB, PCdoB e PT para união e composição de uma federação partidária.

Se isto ocorrer, Adriano Sarney deverá disputar a reeleição em uma chapa que terá Carlos Brandão como candidato ao governo do Maranhão.

Dificuldades I

Sobre esta possibilidade de federação, dos quatro partidos que negociam, somente três têm chances reais de se juntarem para o processo eleitoral no próximo ano.

O PT não deve compor esta federação que está em negociação. Já o PSB, PCdoB e PV buscam esta união para garantir sobrevivência das legendas nas eleições de 2022.

Os partidos têm tido dificuldades de organizar a composição de chapas para as disputas proporcionais devido a proibição das coligações.

Dificuldades II

E não são somente PSB, PCdoB e PV com problemas para organizar suas chapas para as disputas pela Assembleia Legislativa e pela Câmara dos Deputados.

O problema abrange quase todas as legendas que precisam ter no máximo 19 candidatos a deputado federal e 43 a deputado estadual.

Os nomes precisam ter forte densidade de votação para garantir o alcance do coeficiente eleitoral para a disputa do próximo ano.

De saída?

Um destes partidos é o MDB. A legenda tenta organizar seus quadros para a disputa pela Assembleia Legislativa.

Com a possibilidade de saída dos deputados Arnaldo Melo e Socorro Waquin, a sigla fica somente com Roberto Costa para a disputa de deputado estadual entre os que já têm mandato.

Sobre a saída do MDB, Arnaldo Melo disse à coluna que ainda analisa o cenário e que sua decisão depende das possibilidades da composição da chapa. Para Melo, ele pode precisar ter 80 mil votos para garantir sua reeleição.

Possibilidades

Ainda sobre o MDB, a ex-governadora Roseana Sarney reuniu na quarta-feira, 15, correligionários e aliados em confraternização do partido.

Boa tarde do grupo da emedebista se fez presente para garantir apoios para as eleições de 2022. Roseana mais uma vez manifestou preferência para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

No entanto, voltou a dizer que a decisão final é do seu grupo político. Ou seja, ainda não descartou completamente disputar o governo do Maranhão.

E mais:

- Roseana Sarney afirmou ainda que o MDB ainda conversa com os pré-candidatos ao governo do Maranhão.

- Segundo a emedebista, todos os pré-candidatos já sentaram para dialogar sobre o apoio do MDB nas eleições de 2022.

- Por enquanto, a possibilidade de coligação do MDB no Maranhão para a disputa pelo Palácio dos Leões é baixa. O mais provável é que, no primeiro turno, o partido não declare apoio a qualquer dos nomes postos até o momento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.