Transporte público

Justiça determina 90% da frota de ônibus nas ruas nesta quinta-feira após anúncio de greve

A decisão liminar foi proferida pela desembargadora federal do Trabalho, Ilka Esdra Silva Araújo.

Imirante.com, com informações da Prefeitura de São Luís

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h01
Rodoviários prometem paralisar atividades nesta quinta-feira (21).
Rodoviários prometem paralisar atividades nesta quinta-feira (21). (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Diante da greve de ônibus prevista para esta quinta-feira (21), na capital, a Prefeitura de São Luís informou que garantirá a circulação de 90% da frota.

A decisão liminar foi proferida pela desembargadora federal do Trabalho, Ilka Esdra Silva Araújo. Na decisão, ficou determinado - tanto ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) quanto ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) -, que:

  1. Garantam o percentual mínimo de 90% da frota de ônibus em funcionamento, em todas as linhas e itinerários e em todos os horários, com os respectivos motoristas e cobradores em todos os horários;
  2. Não haja coação ou impedimento aos trabalhadores que não queiram aderir ao movimento de trabalhar;
  3. Não haja bloqueio das entradas/garagens das empresas prestadoras de serviço de transporte público municipal;
  4. Não seja praticada qualquer tipo de greve, tal como “greve branca”, “operação tartaruga”, “greve de zelo”, “greve de ocupação”, “greve ativa”, “greve intermitente”, “greve seletiva” ou qualquer outra que venha a prejudicar a prestação do serviço público.
Leia mais:

Atraso de salários em empresa de ônibus causa paralisação de 25 linhas em São Luís

Rodoviários de empresa de ônibus realizam paralisação nesta quinta-feira em São Luís

"Não terá aumento de passagem de ônibus em São Luís", afirma Eduardo Braide

SET ingressará na Justiça pedindo suspensão de greve

Rodoviários decidem fazer greve em São Luís a partir do dia 21 de outubro

Em caso de descumprimento das medidas, a Justiça do Trabalho estabeleceu multa diária de R$ 50 mil às duas entidades.

Greve

A decisão da greve, segundo o Sindicato dos Rodoviários, foi tomada em Assembleia Geral realizada no último dia (13). A categoria pede, entre outros itens:

- 13% de reajuste salarial;

- jornada de trabalho de seis horas

- tíquete de alimentação no valor de R$ 800;

- manutenção do plano de saúde e a inclusão de um dependente;

- a concessão do auxílio-creche, para trabalhadores com filhos pequenos.

Ministério Público do Trabalho

O Ministério Público do Trabalho do Maranhão (MPT-MA), em nota, informou que recebeu, na tarde dessa terça-feira (19), um pedido de mediação entre o SET e o Sttrema, como forma de intervir nas negociações entre as categorias patronal e obreira.

O caso foi distribuído, na manhã desta quarta-feira, para o procurador do Trabalho Marcos Antônio de Souza Rosa, que integra o Núcleo de Mediação do MPT-MA.

Leia a íntegra da nota do MP-MA:

"Sobre a situação dos trabalhadores do transporte rodoviário de São Luís, o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) informa que recebeu, na tarde da última terça-feira (19/10), um pedido de mediação entre o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) e o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA), como forma de intervir nas negociações entre as categorias patronal e obreira. O caso foi distribuído, na manhã desta quarta-feira (20/10), para o procurador do Trabalho Marcos Antônio de Souza Rosa, que integra o Núcleo de Mediação do MPT-MA"

*Matéria atualizada às 12h38.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.