Em São Luís

Preso suspeito de integrar quadrilha de estelionatários que fazia fraude pela internet

Uma das principais vítimas do grupo é um parque aquático, localizado em Paço do Lumiar.

Imirante.com, com informações da Polícia Civil

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h07
Polícia Civil do Estado do Maranhão.
Polícia Civil do Estado do Maranhão. (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Maranhão)

SÃO LUÍS - A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC), cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva contra um suspeito de integrar uma quadrilha de estelionatários.

Os mandados, expedidos pelo Juiz Flavio Roberto Ribeiro Soares, da Central de Inquéritos de São Luís, foram cumpridos nesta quarta-feira (3), no bairro do Jardim América, em São Luís, onde o suspeito reside.

Segundo a polícia, após 11 meses de investigações contra essa quadrilha, o DCCT conseguiu chegar até um homem que, juntamente com alguns comparsas, clonava cartões de créditos e efetuava compras em sites e depois revendia essas mercadorias na internet, em sites como a OLX, pelo Facebook, WhatsApp e outros.

Ainda de acordo com a polícia, uma das principais vítimas do grupo é um parque aquático, localizado em Paço do Lumiar. O prejuízo causado pela quadrilha com a venda de ingressos comprados com cartões clonados soma mais de R$ 40 mil.

Em depoimento, o suspeito confirmou que participava da quadrilha, onde apontou a participação de outros membros envolvidos. Após ser ouvido, o homem foi encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

A operação continua na busca da localização e identificação dos outros integrantes do grupo criminoso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.