Violência sexual

Homem é preso suspeito de estuprar e engravidar a própria filha em Santa Inês

A vítima tinha 12 anos e o crime aconteceu no povoado Chapada, zona rural de Bela Vista do Maranhão.

Imirante.com

- Atualizada em 29/04/2022 às 18h16
O suspeito foi preso em cumprimento de ordem judicial em Santa Inês.
O suspeito foi preso em cumprimento de ordem judicial em Santa Inês. (Foto:Divulgação)

SANTA INÊS - Um homem foi preso, em cumprimento de ordem judicial, nesta sexta-feira (29), na cidade de Santa Inês, interior do Maranhão, suspeito de ter violentado sexualmente e engravidado a própria filha. 

Leia também: 

Ex-vereador de Barra do Corda é preso suspeito de estupro de vulnerável

Dois suspeitos de estupro de vulnerável são presos no Maranhão

De acordo com a polícia, o crime aconteceu no final do ano de 2020, no povoado Chapada, zona rural de Bela Vista do Maranhão e a vítima tinha 12 anos de idade. Houve a denúncia que o detido poderia ser o pai do filho da vítima.

A criança tinha muita semelhança física com o suspeito. Foram realizadas oitivas na Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista do Maranhão como ainda feito o exame de DNA para verificar a paternidade do bebê.

Ainda segundo a polícia, após o resultado do exame de DNA, o Poder Judiciário decretou a prisão preventiva do suspeito e nesta sexta-feira (29) foi cumprida pelos policiais civis. O detido foi levado primeiramente para a delegacia, em Santa Inês, e, logo após, encaminhado para o presídio.

Outros casos

No bairro Turu, em São Luís, a polícia prendeu em cumprimento de ordem judicial foi preso um homem, nome não revelado, suspeito de estupro de vulnerável. O detido foi levado primeiramente para a delegacia desse bairro e, logo após, para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. 

A polícia prendeu um homem, nome não revelado, foi preso em flagrante no último dia 26, em São Pedro da Água Branca suspeito de estuprar uma criança, de 7 anos. A polícia informou que a vítima fez a denúncia primeiramente para os vizinhos e, logo após, aos conselheiros tutelares e policiais civis.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.